Fifa abre processo contra suíços Xhaka e Shaqiri por gesto político - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Moscou23/06/2018 | 18h36

Fifa abre processo contra suíços Xhaka e Shaqiri por gesto político

AFP
AFP

A Fifa abriu neste sábado (23) um processo disciplinar contra os jogadores suíços Granit Xhaka, nascido na Suíça, mas de origem kosovar, e Xherdan Shaqiri, nascido em Kosovo, uma antiga província albanesa majoritariamente sérvia, por suas comemorações pró-Kosovo durante a partida Suíça-Sérvia (2-1).

Os dois jogadores imitaram a águia da bandeira albanesa na partida disputada na sexta-feira, um gesto considerado na Sérvia como um símbolo da "Grande Albânia".

Também é uma referência a uma doutrina nacionalista que visa a reunir todos os albaneses nos Bálcãs dentro do mesmo país.

A Fifa proíbe mensagens políticas em seus estádios.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca