Malmö demite meia ganês Sarfo, condenado por estupro - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Estocolmo12/06/2018 | 17h26

Malmö demite meia ganês Sarfo, condenado por estupro

AFP
AFP

O Malmö FF (1ª divisão sueca) anunciou nesta terça-feira (12) a demissão do jogador de futebol internacional ganês Kingsley Sarfo, dias depois de ser condenado por estuprar uma menor de idade.

"Kingsley Sarfo foi demitido com efeito imediato (...) Suas ações são incompatíveis com os valores do MFF e as exigências de comportamento impostas aos representantes do clube", assinalou o MFF em comunicado.

O meia de 23 anos foi condenado na sexta-feira a dois anos e oito meses de prisão. A Justiça sueca o considerou culpado de manter relações sexuais por duas vezes com uma jovem de 14 anos, em setembro de 2016 e em junho de 2017, enquanto Sarfo jogava no Sirius IK (2ª divisão sueca).

A adolescente teria dado o seu consentimento em um primeiro momento, mas a lei do país escandinavo proíbe as relações sexuais entre um adulto e uma menor de 15 anos.

A Suécia expulsará do país após a saída da prisão do meia ganês, que defendeu a camisa de sua seleção uma vez, durante as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 contra a Uganda, em 7 de outubro de 2017 (0-0).

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca