As curtas da Copa - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Moscou06/07/2018 | 16h08

As curtas da Copa

AFP
AFP

Notícias curiosas ou divertidas registradas pela AFP durante a Copa do Mundo da Rússia-2018.

- As urgências de Neymar

As piadas sobre Neymar e sua mania de cair no gramado ao menor contato físico continuam proliferando. Desta vez foram os serviços de emergências médicas de Portugal que utilizaram uma forma original de denunciar o uso abusivo do 112, número de emergências europeu. Nas redes sociais, o Instituto Nacional de Urgências Médicas (INEM) de Portugal publicou uma imagem de Neymar na grama gritando de dor, com a seguinte mensagem: "75,8 das chamadas ao 112 não são urgências autênticas". Desde o início da Copa, o camisa 10 da seleção tem sido muito criticado na imprensa e nas redes sociais por abusar das simulações de falta. Um pênalti contra a Costa Rica após a queda de Neymar na pequena área foi anulado após a revisão da jogada pelo vídeo (VAR). No Brasil, as quedas de Neymar também são motivo de piada: um bar do Rio chegou a oferecer uma bebida sempre que o craque caísse em campo.

- Atores irritados

A representação de um musical baseado no naufrágio do Titanic em Nottingham terminou com o ator Niall Sheehy bastante irritado. O motivo? Na terça-feira, durante a peça, duas mulheres da parte da frente da plateia acompanharam por seus smartphones a disputa de pênaltis vencida pela Inglaterra contra a Colômbia nas oitavas de final. "Também celebravam cada gol marcado", se indignou Sheehy no Twitter. "São as mulheres mais estúpidas do mundo", sentenciou. Seu companheiro Kieran Brown também se indignou com o incidente: "Duas senhoras, uma mais velha e outra de meia idade, estavam claramente vendo futebol em seus celulares durante o momento mais intenso, a cena dos botes salva-vidas, comemorando e rindo como jovenzinhas estúpidas".

- Efusividade bancária

A boa atuação da Inglaterra na Copa elevou a febre futebolística no país e até o presidente de seu Banco Central, Mark Carney, pouco acostumado a se deixar levar pela euforia, participa da mesma. Em um discurso na quinta-feira em Newcastle, Carney usou um pequeno escudo da equipe nacional, o dos três leões, em seu paletó, como um gesto de apoio à equipe de Gareth Southgate. Perguntado sobre o impacto econômico de um título inglês no Mundial, foi otimista: "Seria bom, totalmente". Em referência à elegância de Southgate, o que tem sido muito comentado no Reino Unido nos últimos dias, Carney brincou dizendo que iria "buscar o seu paletó" como outro gesto de comunhão com a equipe. A marca que administra as roupas da seleção, Mark & Spencer, explicou dias antes que as vendas de paletós e ternos durante a Copa cresceram consideravelmente, indicando a elegância do treinador como um grande incentivo.

- Almôndegas e 'fish and chips'

A Ikea, multinacional sueca de móveis e decoração, é um dos símbolos mais reconhecidos do país escandinavo no exterior e aproveitou sua implantação no Reino Unido para lançar uma oferta nos restaurantes de suas lojas, já que a Suécia enfrenta no sábado a Inglaterra nas quartas de final da Copa: o "menu metade-metade", em homenagem à gastronomia de ambos os países, com a metade do prato de almôndegas suecas e a outra de 'fish and chips'. No domingo, um dia depois das quartas, quando já saberão quem serão os dois classificados para as semifinais, o prato da equipe vencedora, inteiro, terá uma libra de desconto.

- Um momento de nostalgia

O treinador Janne Andersson admitiu nesta sexta-feira que cresceu vendo futebol inglês e que seus ídolos de juventude eram desse país, que enfrentará neste sábado nas quartas de final da Copa do Mundo. "Cresci com o futebol inglês, nos anos 1970 a televisão sueca programava um jogo (do futebol inglês) a cada semana e esperávamos com impaciência. Cresci com isso, é meu segundo país. Mas agora não é o futebol inglês com que cresci. O futebol mudou e se homogeneizou, mas eles continuam tendo paixão e espírito de luta", estimou. Agora ele tem a oportunidade de colocar em prática todo o aprendizado.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca