Blumenau entra em campo contra o Juventus no aniversário de 99 anos do clube - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Futebol19/07/2018 | 10h34Atualizada em 19/07/2018 | 10h34

Blumenau entra em campo contra o Juventus no aniversário de 99 anos do clube

Tricolor enfrenta o Juventus pela Série B do Campeonato Catarinense em data comemorativa para a torcida

Blumenau entra em campo contra o Juventus no aniversário de 99 anos do clube Luís C. Kriewall Filho/Especial
Atacante Negreiros é uma das referências do elenco do tricolor da Alameda, que neste retorno aos campos atua no Sesi Foto: Luís C. Kriewall Filho / Especial

Futebol moderno e números são conceitos que jogam lado a lado. Percentuais de posse de bola, quantidade de finalizações, linhas de quatro, falso 9, esquema 4-2-3-1. Hoje, porém, quando o Blumenau Esporte Clube entrar no gramado do Estádio do Sesi, apenas um número promete chamar a atenção do torcedor tricolor na arquibancada: 99, a nova idade do tricolor.

A história do clube fundado em 19 de julho de 1919, ainda como Brasil Football Club, hoje bate às portas do centenário – uma festa nesta mesma data do ano que vem já está sendo programada. O 99 que marca o aniversário deste ano estará estampado na camisa dos atletas na entrada em campo. A camisa também estará à venda no Shopping Park Europeu – quem comprá-la ganha um ingresso – e no Sesi.

Grande parte da história do clube foi escrita na Alameda Duque de Caxias, a Rua das Palmeiras, no Estádio Aderbal Ramos da Silva, o Velho Deba. O lugar que foi o endereço do futebol em Blumenau hoje abriga apenas um terreno sem construção, mas que ainda faz reviver o imaginário dos torcedores e apaixonados pelo esporte que passam pelo local.

Depois de fechar as portas por dívidas e sofrer dois longos hiatos no futebol profissional, o Blumenau vive outro momento. Ainda com dificuldades financeiras, mudanças na gestão, mas com time em campo e torcedor na arquibancada – o que, apesar de parecer simples, por muito tempo pareceu distante.

A história de um clube é escrita pelos atletas marcantes. E o atacante Negreiros é um personagem importante desta nova fase do Blumenau. Estava no time que fez o clube retornar aos campos, na terceira divisão do Estadual de 2013. Caiu nas graças da torcida depois de ser o artilheiro da competição e até jogar de goleiro na final do campeonato, quando o time teve o arqueiro expulso e não tinha reserva.

De volta ao Blumenau
Este ano, o atacante que já teve passagem por clubes como Flamengo e Coritiba voltou para defender o clube, agora na segunda divisão de SC. Acostumado a carregar o número 9 nas costas, nesta quinta-feira terá a missão principal dos que usam essa camisa: fazer gols, e alegrar a noite do torcedor que busca comemorar os 99 anos do clube.

O centroavante não esconde o carinho pelo tricolor. Admite que jogar em casa no dia do aniversário do time é uma motivação extra, mas ressalta que no grupo, a maior preocupação é conseguir a vitória não somente pela importante data, como também por causa de outros números: os oito pontos somados e a incômoda nona posição na tabela – o time tem a mesma pontuação do lanterna Operário de Mafra – que se o campeonato terminasse hoje seria rebaixado.

– Joguei em vários clubes na minha carreira: Flamengo, Coritiba, Criciúma, mas o Blumenau e o Foz do Iguaçu, que é onde estava treinando, foram os dois únicos  que aprendi a ter um carinho especial. A identificação para um atacante vem dos gols, e aqui fui muito feliz. Fiz 18 gols em um turno. Fui muito bem tratado fora de campo como atleta e isso faz a diferença – opina.

O atacante de 38 anos diz que se sente campeão pela campanha feita em 2013, em que o time perdeu o acesso em uma final polêmica com o Inter de Lages. Ele conta que perdeu 4,5 quilos em 22 dias para ajudar o clube a buscar o acesso ou, pelo menos, se manter na Série B do Catarinense.

– Todos os dias eu falo para os meninos: não vamos deixar o time cair. O time tem projeto, está lançando uma gestão, precisamos batalhar para não cair – cobra o atleta.

 
Jornal de Santa Catarina
Busca