Neymar-Hazard e Mbappé-Suárez, duelo de craques nas quartas de final da Copa - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Moscou05/07/2018 | 13h32

Neymar-Hazard e Mbappé-Suárez, duelo de craques nas quartas de final da Copa

AFP
AFP

As quartas de final da Copa do Mundo da Rússia-2018 vão iniciar com o duelo de atacantes entre o francês Kylian Mbappé e o uruguaio Luis Suárez, enquanto Neymar e Eden Hazard encerram a sexta-feira na disputa dos camisas 10 de Brasil e Bélgica.

Os vencedores destes duelos se encontram na próxima terça-feira, em São Petersbusgo, por uma vaga na final do dia 15 de julho em Moscou.

- Celeste ou Bleus? -

Um duelo entre sérios candidatos ao título: os uruguaios do maestro Oscar Tabárez passaram com 100% de aproveitamento na fase de grupos e despacharam Portugal de Cristiano Ronaldo (2-1) nas oitavas de final.

Mas o atacante Edinson Cavani, que marcou os dois gols da vitória contra os lusos, pode ficar de fora das quartas de final. Seu companheiro de ataque, Luis Suárez, precisará se multiplicar para aproveitar os erros da França, que chega com a moral elevada.

Os Bleus de Didier Deschamps deixaram de lado a imagem decepcionante da fase de grupos para vencer a Argentina de Lionel Messi por 4 a 3 nas oitavas de final. Mbappé foi o grande destaque, marcando dois gols e sofrendo um pênalti convertido por Antoine Griezmann.

O jogo terá outros atrativos, como o duelo entre Griezmann e o Diego Godín, companheiros de Atlético de Madri. Já Suárez precisará superar Samuel Umtiti, colega de Barcelona.

As seleções já se enfrentaram três vezes em Copas do Mundo. Em 1966, a Celeste venceu por 2 a 1. Os outros dois confrontos, na Coreia do Sul/Japão-2002 e na África do Sul-2010, terminaram empatados sem gols.

- Clássico e moderno -

Brasil e Bélgica tem todos os ingredientes para um grande jogo de Copa do Mundo.

A pentacampeã mundial conta com Neymar em crescimento e está em evolução a cada jogo no mundial russo, apoiado por Philippe Coutinho e protegido por uma defesa que impõe respeito com Thiago Silva-Miranda.

Desde que Tite assumiu a equipe, o Brasil só perdeu uma vez (1-0 para Argentina em amistoso em 2017) mas vê na Bélgica um time com argumentos para causar problemas em busca do hexacampeonato.

A geração de ouro dirigida pelo espanhol Roberto Martínez se sente pronta para vencer seu primeiro grande título, liderada por Hazard, Kevin De Bruyne, Thibaut Courtois e Romelu Lukaku, depois de eliminações para Argentina, nas quartas de final da Copa do Mundo do Brasil-2014, e para País de Gales, na Eurocopa-2016.

Neste mundial, a equipe demonstrou maturidade nas oitavas de final, quando perdia por 2 a 0 para o Japão e foi buscar a virada em apenas 25 minutos, vencendo no tempo regulamentar por 3 a 2.

Qual será o tom do jogo em Kazan? Vincent Kompany tentando evitar os gols dos companheiros de Manchester City, como Gabriel Jesus e Fernandinho, ou as faíscas que Willian e Hazard, ambos do Chelsea, poderão criar no meio de campo.

O único duelo de mata-mata entre belgas e brasileiros na Copa foi em 2002, quando a Seleção venceu nas oitavas de final por 2 a 0, gols de Rivaldo e Ronaldo, ante de terminar campeão do torneio.

-- Programação dos jogos de quartas de final nesta sexta-feira, pelo horário de Brasília:

Em Nijni Novgorod (11h00), Uruguai-França

Em Kazan (15h00), Brasil-Bélgica

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca