Aranha diz que Avaí "encara como uma final" o clássico contra o Figueirense - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Série B29/08/2018 | 16h34Atualizada em 29/08/2018 | 16h34

Aranha diz que Avaí "encara como uma final" o clássico contra o Figueirense

Goleiro afirma que Leão tem "obrigação simbólica" de vencer o rival na partida de sábado

Aranha diz que Avaí "encara como uma final" o clássico contra o Figueirense Leo Munhoz/Diário Catarinense
Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense
DC Esportes
DC Esportes

O clima de final está no ar. No sábado, às 16h30min, Avaí e Figueirense se enfrentam na Ressacada pela 24ª rodada da Série B do Brasileiro. Apesar do final da competição ainda estar longe, o goleiro Aranha destacou o fator decisivo que cerca o confronto, uma vez que as equipes lutam pelo mesmo objetivo: o acesso.

– A gente sabe da importância que envolve a partida, mas estamos tratando da mesma maneira que tratamos todas as outras. Concorrido como está a Série B, todo ponto é importante. A gente sabe que no final, um ou dois pontos podem decidir o acesso. Estamos focado jogo a jogo e como esse é o próximo jogo. Vamos encarar como uma final, como temos feito – destacou o goleiro azurra.

Com o Avaí na terceira colocação, com 39 pontos, e à frente do rival, Aranha considera que o time é favorito para vencer a partida, mas não encara o resultado do clássico como algo que pode definir o caminho dos times ao longo da Série B.

– O Avaí é o favorito por jogar em casa e diante da torcida. Não pode ir para um clássico afirmando uma vitória. Temos uma obrigação simbólica de vencer. Claro que é um jogo e essa obrigação não é concreta, não tem como cobrar, mas cobramos empenho e dedicação. Isso não vai faltar. Esse jogo não vai decidir nada. O campeonato não termina agora, mas é importante para abrir espaço e aumentar a vantagem – falou Aranha.

O clássico de sábado será o terceiro do goleiro na meta do Avaí. E o retrospecto é favorável, pois nos dois primeiros não foi derrotado. Pelo Catarinense, empate por 1 a 1, e no turno da Série B vitória por 1 a 0. Ambos foram disputados no Orlando Scarpelli e, por isso, será o primeiro dele na Ressacada.

– É o meu terceiro clássico, o primeiro em casa. Fui feliz nos dois primeiros e não fomos derrotados. Espero dar mais uma alegria ao torcedor e sair com a cabeça tranquila e vitória. A gente sabe que será muito difícil e que o Figueirense precisa melhorar, mas vamos nos esforçar bastante. Clássico é clássico. Cada um tem sua rivalidade. Temos que respeitar – completou.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Avaí

 
Jornal de Santa Catarina
Busca