Blumenau conquista primeira vitória sobre o Metropolitano em despedida da Série B do Campeonato Catarinense - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Futebol08/08/2018 | 23h23Atualizada em 09/08/2018 | 00h36

Blumenau conquista primeira vitória sobre o Metropolitano em despedida da Série B do Campeonato Catarinense

Vitória do Tricolor sobre o Verdão, que já estava classificado para as semifinais, ocorreu na noite desta quarta-feira, no Estádio do Sesi

Blumenau conquista primeira vitória sobre o Metropolitano em despedida da Série B do Campeonato Catarinense Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina/Jornal de Santa Catarina
Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina / Jornal de Santa Catarina

Frio, chuva, jogos na televisão, Metropolitano com time reserva e já pensando nas semifinais e Blumenau sem risco de rebaixamento, mas também sem pretensões no campeonato. Foram muitos os motivos que afastaram o torcedor blumenauense do clássico entre Blumenau e Metropolitano. No primeiro turno, o reencontro entre as equipes da cidade após 15 anos levou 1,7 mil pessoas ao Estádio do Sesi. Na noite desta quarta-feira, os dois times voltaram a se enfrentar, agora pela última rodada do returno da Série B do Campeonato Catarinense. Desta vez, porém, os dois clubes entraram em campo para um público de 315 pagantes, decepcionante até mesmo para quem considerou o contexto da partida.

Os jogadores não tinham nada com isso e, quando a bola rolou, fizeram um clássico de muita briga e pouca inspiração. O Blumenau venceu de virada, por 2 a 1. Foi a primeira vez o Tricolor venceu o Metropolitano em cinco jogos entre as duas equipes na história – quatro jogos oficiais. Luís Ricardo abriu o placar para a equipe verde, mas Miller e Sérgio Alan garantiram a vitória do Blumenau na despedida do campeonato.

Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

Com o resultado, o Metropolitano terminou a primeira fase da Série B na quarta colocação geral e agora enfrenta o Camboriú nas semifinais. O jogo de ida ocorre já no domingo, 18h, no Estádio do Sesi. Quem passar deste confronto de 180 minutos garante a vaga na Série A do Catarinense de 2019. Já o Blumenau encerrou a participação no campeonato em, com o gostinho especial de vencer o rival na última partida.

O dérbi blumenauense até começou com promessa de emoção. Logo aos dois minutos, o centroavante do Tricolor Juninho recebeu lançamento e saiu na cara do goleiro do Metrô, Martins, que deu combate no atacante e não permitiu a finalização. A torcida ficou reclamando de falta na entrada da área. O Metropolitano respondeu em seguida, acertando o travessão do goleiro Wesley, do Blumenau, em uma cabeçada. Mas esses foram praticamente os únicos rompantes de euforia. Depois disso, o primeiro tempo foi pardo, com muitas faltas e pouca criatividade. Os times só acordaram depois dos 40 minutos, quando o Metrô voltou a levar perigo com bolas aéreas e o Blumenau quase abriu o placar com uma cabeçada do zagueiro Alex, após cruzamento de Miller.

Se dentro de campo a partida não empolgava, a pequena torcida presente no Sesi tratou de tentar fazer alguma festa por ali mesmo. A animada charanga do Blumenau é que tentava esquentar a noite fria e o jogo morno com a batucada já tradicional. Provocava o rival já classificados com gritos como “não é mole, não, em Blumenau só o BEC é campeão”. Acostumada com as arquibancadas inteiras do Sesi, a torcida do Metropolitano teve que se contentar com o cantinho dedicado aos visitantes, de onde tentava responder com mais barulho e batuque de bateria.

Gols saíram no segundo tempo
O segundo tempo também começou mais animado, mas desta vez o jogo realmente melhorou. Aos 11 minutos, o camisa 10 Luís Ricardo abriu o placar para o Metropolitano em cobrança de pênalti. As coisas pioraram para o Blumenau quando o lateral Adeílson foi expulso. O Tricolor mesmo assim tentou ir para cima e mostrar que vencer o rival ainda era uma motivação para a despedida do campeonato. O esforço foi recompensado com o empate aos 27 minutos, também em cobrança de pênalti. Miller foi para a bola e empatou. Mas a festa só ficou completa para o Blumenau quatro minutos depois. Foi quando Sérgio Alan recebeu na área, desvencilhou-se de toda a marcação do Metropolitano e bateu forte na diagonal para colocar o Blumenau na frente.

Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

A arbitragem ainda expulsou Lucas Vaz, do Blumenau, e Dudu, do Metropolitano, totalizando nada menos que 16 cartões durante o jogo, o que só aflorou os ânimos dos jogadores na parte final da partida. 

Blumenau
Wesley; Adeílson, Zé Klock, Alex e Ramon; Bruno Sena, Lucas Vaz, Jean Carlos e Miller; Rafael (Sérgio Alan) e Juninho.
Técnico: Viton

Metropolitano
Martins; Dudu, Maurício, Clau e Morassi; Riba, Eduardo (Carlos), Cassiano (Matheus), Luís Ricardo e João Paulo (Nathan); Fabrício.
Técnico: Marcelo Mabília

Gols: Luís Ricardo, aos 11 minutos do segundo tempo (M), Miller, aos 27, e Sérgio Alan, aos 31 do segundo tempo (B)
Arbitragem: Maurício Miranda da Rosa, auxiliado por Alexandre Daraio e Emerson Mafra
Público: 315 pagantes, com renda de R$ 5,7 mil.
Local: Estádio do Sesi, em Blumenau

 :: "O Blumenau conseguiu entrar em campo, isso foi uma grande vitória", avalia Viton após vitória na despedida da Série B
:: "Chegamos com a equipe titular preservada", afirma Mabília, treinador do Metropolitano, ao projetar semifinais
:: Definidas as semifinais da Série B do Campeonato Catarinense 

 
Jornal de Santa Catarina
Busca