Atlético Paranense vence Caracas e larga em vantagem na Sul-Americana - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Caracas19/09/2018 | 21h45

Atlético Paranense vence Caracas e larga em vantagem na Sul-Americana

AFP
AFP

O Atlético Paranaense deu importante passo rumo às quartas de final da Copa Sul-Americana ao vencer por 2 a 0 o Caracas na Venezuela, nesta quarta-feira no jogo de ida das oitavas de final da competição.

Com uma defesa bem postada e um ataque veloz, o Furação construiu a vitória graças aos dois gols de oportunismo de Raphael Veiga, aproveitando rebotes dentro da área aos 44 minutos do primeiro tempo e 27 do segundo.

As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 3 de outubro, desta vez na Arena da Baixada, onde o Atlético poderá perder até por um gol de diferença que ficará com a vaga. O vencedor do confronto enfrentará nas quartas de final um time brasileiro, Bahia ou Botafogo.

- Jogo truncado -

Sabendo que a classificação será decidida no jogo de volta, em Curitiba, o Atlético Paranaense não viu necessidade de se expor em Caracas, onde entrou em campo mais preocupado em não dar espaços para uma possível pressão inicial do time da casa.

Do outro do lado do campo, porém, os comandados do técnico Tiago Nunes deram de cara com um Caracas cauteloso e consciente da superioridade técnica do time parananense.

Assim, as duas equipes pouco assustaram o gol adversário no primeiro tempo, protagonizando um jogo truncado, marcado por entradas duras e muita marcação.

Aos poucos, a qualidade dos jogadores brasileiros foi se sobressaindo. Pelos lados, principalmente com Jonathan pela direita, o Furação foi gostando do jogo.

Aos 28, o lateral foi à linda de fundo e cruzou para Pablo, que subiu mais que a zaga e cabeceou com perigo para fora.

Tendo descoberto o ponto fraco do Caracas, o Atlético insistiu na jogada e na segunda tentativa veio o gol.

Aos 44, Jonathan mandou a bola na área novamente e Pablo ajeitou de peito para Marcinho, travado na hora da finalização. A bola sobrou para Raphael Veiga mandar a bomba quase de dentro da pequena área, sem chances para o goleiro venezuelano.

- Veiga oportunista -

Na volta do intervalo, prevendo mais espaços para contra-atacar, Tiago Nunes manteve sua equipe compacta no meio e colocou em campo o rápido Marcelo Cirino no lugar de Nikão, uma nova opção de escape pelas pontas.

A estratégia deu certo e, mesmo fechado atrás, se mostrava perigoso quando conseguia roubar a bola no campo de defesa e partir em velocidade.

E foi exatamente assim que o Furação selou a importante vitória fora de casa.

Aos 27 minutos, após retomar a bola na entrada da própria área, o Atlético se lançou ao ataque com Cirino, que driblou um marcador e deixou Pablo na cara do gol. O centroavante chutou colocado, mas o goleiro Herrera defendeu. No rebote, Raphael Veiga, de novo, apareceu para empurrar a bola para as redes de cabeça.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca