Brasil inicia ciclo pós-Copa da Rússia com vitória sobre EUA - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Nova York07/09/2018 | 23h32

Brasil inicia ciclo pós-Copa da Rússia com vitória sobre EUA

AFP
AFP

O Brasil deu início ao ciclo pós-Copa do Mundo da Rússia-2018 com vitória por 2 a 0 sobre os Estados Unidos, em amistoso disputado nesta sexta-feira em Nova Jersey, com gols de Roberto Firmino e Neymar.

Firmino, que ganhou a posição de centroavante titular da Seleção no lugar de Gabriel Jesus, camisa 9 do Brasil na Rússia e sequer convocado por Tite para os amistosos de setembro, aproveitou ótima jogada de Douglas Costa para abrir o placar, aos 10 minutos de jogo.

Já Neymar, escolhido para ser o capitão do Brasil de agora em diante, fechou a conta pouco antes do intervalo convertendo pênalti sofrido por Fabinho, aos 43.

O Brasil voltará a campo na terça-feira para um amistoso em Washington contra El Salvador, um duelo em que Tite deverá promover uma rotação na equipe para testar novas peças, em busca de candidatos para renovar a Seleção.

- Medalhões entrosados -

Para essas duas primeiras partidas do Brasil pós-Copa, Tite convocou 12 atletas que não estiveram na Rússia. Mas, diante dos Estados Unidos, a escolha foi por colocar em campo um time composto por jogadores já rodados e testados, como Alisson, Thiago Silva, Filipe Luís, Casemiro, Coutinho e Neymar, esse último novo capitão da equipe.

Já outros atletas que estiveram na Rússia, mas sem muitas oportunidades, como Fred, Douglas Costa e Firmino, ganharam a chance de mostrar seu talento na primeira equipe.

Assim, uma equipe já bem entrosada entrou em campo em Nova Jersey para enfrentar os Estados Unidos, um adversário que ainda sofre com o baque da não classificação ao Mundial russo e que tem a missão de formar uma equipe que possa representar o país à altura na Copa de 2026, que será sediada no território americano, além de Canadá e México.

A inexperiência dos americanos ficou evidente desde o início do jogo. Apesar da força física e da correria defensiva, os Estados Unidos sofriam com a qualidade dos jogadores brasileiros, que impuseram seu toque de bola (75% de posse no primeiro tempo) e encontravam espaços para atacar pelos lados.

A superioridade brasileira não demorou para se transformar em gol e os maiores destaques foram os jogadores que buscam se firmar nesse novo ciclo.

Douglas Costa, que não pôde brilhar na Rússia devido a repetidas lesões, recebeu na ponta direita, deixou o marcador na saudade e cruzou na medida para Firmino, reserva de Gabriel Jesus na Copa, abrir o placar logo aos 10 minutos de jogo.

Já Fabinho, uma das novidades de Tite para ser testado nas laterais, embora jogue como volante na Europa, foi responsável pelo segundo gol.

Aos 43, o jogador do Liverpool foi ao ataque, passou por dois marcadores e foi derrubado dentro da área. Pênalti que Neymar converteu sem sustos, marcando seu 58º gol com a 'amarelinha'.

- Início dos testes -

Na volta do intervalo, o Brasil continuou chegando à área americana com facilidade, mas desperdiçando chances de ampliar o placar.

Assim, Fred (46 minutos) e Neymar (50) pararam no goleirão Steffen, enquanto Coutinho (57) mandou para fora uma de suas características bombas de fora da área.

Com o jogo na mão e os Estados Unidos longe da área brasileira, Tite colocou alguns novatos em campo para dar início à renovação na Seleção.

Assim, quatro novidades entraram em campo no segundo tempo da partida: Arthur, Lucas Paquetá, Éverton e Richarlison, que mostraram disposição e qualidade técnica para ajudar o Brasil rumo à Copa do Catar-2022.

Richarlison chegou até a ficar na cara do gol após passe de Paquetá, mas mandou para fora no momento em que a arbitragem parava o lance por impedimento (85).

Agora, a tendência é que outras novidades ganhem mais minutos no dia 11 no amistoso contra El Salvador.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca