Criciúma joga bem e vence o Fortaleza no Majestoso - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Tigre superior08/09/2018 | 18h27Atualizada em 08/09/2018 | 18h33

Criciúma joga bem e vence o Fortaleza no Majestoso

Zé Carlos e Vitor Feijão fizeram gols da vitória, em jogo de três expulsões

Criciúma joga bem e vence o Fortaleza no Majestoso Guilherme Han/Especial
Criciúma foi superior ao Fortaleza na maior parte do jogo Foto: Guilherme Han / Especial
Renan Medeiros

A defesa, o meio e o ataque do Criciúma jogaram no nível necessário para que o Tigre superasse o melhor time da Série B no estádio Heriberto Hülse. Um gol de pênalti de Zé Carlos no início do jogo e um golaço de Vitor Feijão no fim deram a vitória por 2 a 0 sobre o Fortaleza e garantiu uma distância de quatro pontos da zona de rebaixamento da Série B.

O Criciúma, agora, tem uma semana para se preparar para mais um compromisso em casa. No próximo sábado, às 16h30min, o Tigre recebe o Avaí para um duelo catarinense no Heriberto Hülse. O Leão vem de derrota frente ao Paysandu e busca o retorno ao G-4.

Contra-ataque, pênalti e gol

O Fortaleza quis impor o ritmo do jogo desde o início. Logo no segundo minuto de jogo, Dodô cobrou falta pela direita e Bruno Mello desviou no primeiro pau, obrigando Luiz a fazer uma defesa difícil. Cinco minutos depois, Dodô arriscou um chute de fora da área, mas sem direção.

Encurralado na defesa, o Tigre se aproveitou de um contra-ataque para abrir o placar. Após erro de passe de Jean Mangabeira, Luiz defendeu a finalização de Gustavo. O goleiro passou pela esquerda e Vitor Feijão foi lançado em velocidade pelo lado de campo. O zagueiro Diego Jussani derrubou o atacante com o braço dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Zé Carlos bateu rasteiro no lado direito de Boeck, que até acertou o canto, mas não conseguiu alcançar.

SC - Criciuma - 08/09/2018 - Brasileiro B 2018, Criciuma x Fortaleza - Ze Carlos do Criciuma comemora seu gol durante partida entre Criciuma e Fortaleza pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro B 2018 no estadio Heriberto Hulse. Foto: Guilherme Hahn/Especial
Foto: Guilherme Hahn / Especial

O gol equilibrou o jogo, que passou a ficar preso ao meio de campo. Aos 20 minutos, o Fortaleza já tinha três jogadores amarelados: Gustavo por tentar fazer um gol de mão, Jussani pelo pênalti e Igor  por falta dura em Zé Carlos.

Os dois times pareceram esperar pelo segundo tempo para tentar algo diferente. Na segunda metade da primeira etapa, o lance mais incisivo foi um chute de Felipe de fora da área, por cima do gol, aos 32 minutos.

Sem mudanças para o segundo tempo, os dois times continuaram tentando dominar o meio.  O Criciúma anulou bem a força do Fortaleza pelo lado esquerdo e os visitantes não conseguiram fazer o flanco oposto render. Pelo lado do Tigre, Eduardo e Ronaldo fizeram a diferença na zona central, tanto na marcação quanto na criação de jogadas.

Aos sete minutos, Elvis cobrou escanteio pela direita, mas não cruzou. Ao invés disso, mandou um chute direto para o gol e a bola passou por cima, assustando Marcelo Boeck.

A melhor chance do segundo tempo foi aos 14. Vitor Feijão recebeu pela esquerda e passou para Eduardo dentro da área. Sozinho, o volante finalizou de perna esquerda para longe do gol. 

Três expulsões e gol do Tigre

Aos 17, a situação melhorou para o time carvoeiro. Vitor Feijão "pedalou" pelo lado direito e sofreu uma falta do volante Igor. O árbitro entendeu que a infração era para cartão e deu o segundo amarelo ao jogador do Fortaleza, que foi para a rua mais cedo.

Mesmo com a expulsão, Rogério Ceni trocou um zagueiro por um atacante e colocou o time para frente. O Tigre, porém, continuou a dominar as ações do jogo, até que Jean Mangabeira também foi expulso, aos 37.

O Fortaleza chegou a esboçar uma pressão, mas teve mais um jogador expulso logo depois. Aos 40 minutos, Pablo interrompeu contra-ataque com falta em Vitor Feijão e levou o segundo amarelo.

Aí o Criciúma voltou a crescer. Aos 44 minutos, Vitor Feijão avançou pelo lado direito, pedalou sobre a marcação, limpou e finalizou de fora da área, encobrindo o goleiro Marcelo Boeck para fazer o segundo gol do Tigre.

Mesmo com os cinco minutos de acréscimos apontados pela arbitragem, o time carvoeiro reteve a posse de bola, se posicionou bem na defesa e administrou  a vantagem até o fim.

FICHA TÉCNICA - Criciúma 2 x 0 Fortaleza

CRICIÚMA
Luiz; Sueliton, Nino, Sandro e Marlon; Jean Mangabeira, Ronaldo (Ralph), Eduardo (Andrew) e Elvis; Vitor Feijão e Zé Carlos (Nicolas). Técnico: Mazola Júnior.

FORTALEZA
Marcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Ligger (Éderson) e Bruno Melo; Felipe, Igor, Pablo e Dodô (Wallace); Marcinho (Romarinho) e Gustavo. Técnico: Rogério Ceni.

GOLS: Zé Carlos, aos 11 do 1ºT  e Vitor Feijão, aos 44 do 2ºT (C)
CARTÕES AMARELOS: Zé Carlos, Jean Mangabeira e Elvis (C). Gustavo, Diego Jussani, Igor, Marcinho e Pablo (F).
CARTÕES VERMELHOS: Jean Mangabeira (C). Igor e Pablo (F)

ARBITRAGEM: Marielson Alves Silva, auxiliado por José Carlos Oliveira dos Santos e Edevan de Oliveira Pereira (trio da BA). 
PÚBLICO: 3.620, para renda de R$ 81.865
DATA E HORÁRIO: neste sábado, às 16h30min. 
LOCAL: Heriberto Hülse, em Criciúma.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro
Mais notícias do
Criciúma

 
Jornal de Santa Catarina
Busca