Federação espanhola comunica LaLiga sobre oposição a jogo disputado nos EUA - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Madri21/09/2018 | 16h00

Federação espanhola comunica LaLiga sobre oposição a jogo disputado nos EUA

AFP
AFP

A Federação Espanhola de Futebol (RFEF) enviou carta à Liga Espanhola, nesta sexta-feira, na qual se opõe que o jogo entre Barcelona e Girona seja disputado em Miami, informaram fontes da RFEF à AFP.

A permissão da federação é necessária para que o duelo seja disputado nos Estados Unidos. Sendo assim, a oposição da RFEF praticamente torna o jogo inviável, apesar do presidente da LaLiga, Javier Tebas, garantir que vai continuar trabalhando pela iniciativa.

A RFEF enviou carta em que explica sua oposição pela "falta de documentação" em vários aspectos, como o acordo firmado pela LaLiga com uma empresa americana. A RFEF argumenta que não está claro se o acordo conta com o visto positivo dos distintos atores e clubes da competição espanhola, além de mostrar seu temor pela equidade da competição.

Após receber a carta, Tebas considerou que a negativa ainda não é definitiva: "estão apenas pedindo mais documentação para poder resolver. Trabalharemos no que nos pedem e acreditamos que temos todo o direito" de jogar a partida, disse Tebas.

Na quinta-feira, a LaLiga e o sindicato de jogadores (AFE) fizeram uma reunião. A AFE reiterou suas dúvidas sobre a realização da partida fora da Espanha, acusando a LaLiga de assinar "um acordo com uma empresa americana de maneira unilateral, que traslada a clubes e jogadores a decisão final".

O sindicato também afirmou que pediria mais informação.

"Com a informação que temos, baixo para 20 ou 10 por cento" as chances do jogo ser realizado, disse o presidente da AFE, David Aganzo.

"Da parte da LaLiga, antecipo que não vai bastar que nos digam 'não', mas que vamos seguir trabalhando para que nos amparem onde quer que seja porque em direito temos razão e o jogo tem que ser jogado em Miami dia 26 de janeiro", insistiu Tebas nesta sexta-feira.

O encontro, que conta com visto positivo de Girona e Barcelona, faz parte do acordo realizado com a empresa americana Relevent, que deseja a criação de uma 'joint venture' para desenvolver a marca LaLiga nos Estados Unidos. O acorde prevê realização de jogos do Campeonato Espanhol nos EUA durante os próximos 15 anos.

"É um tema estratégico no plano de implementação da marca em uma concorrência feroz que existe nos direitos de televisão do futebol. Para nós, é muito importante", garantiu Tebas.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca