No retorno ao Figueirense, Micale sonha com acesso e título da Série B: "Por que não?" - Esportes - Santa

Versão mobile

 

DEfinido11/09/2018 | 15h44Atualizada em 11/09/2018 | 15h47

No retorno ao Figueirense, Micale sonha com acesso e título da Série B: "Por que não?"

Após 10 anos desde a saída na base, treinador é apresentado oficialmente no comando do time principal

No retorno ao Figueirense, Micale sonha com acesso e título da Série B: "Por que não?" Bruno Cantini/Atlético-MG
Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG
DC Esportes
DC Esportes

Rogério Micale assumiu como técnico para tentar levar o Figueirense de volta à Série A do Campeonato Brasileiro. O treinador volta ao clube em que foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior como treinador. A missão desta vez é no time principal e na apresentação oficial, na tarde desta terça-feira, no CFT do Cambirela, o comandante revelou que o sonho é terminar o ano com outro título.

- Preciso do Figueirense, assim como qualquer treinador que assim precisa de um clube. É mão dupla, um precisa do outro. Vim ao Figueirense para brigar pelo acesso nestas 12 rodadas pela frente e com possibilidade de lutar pelo título. Por que não sonhar? Porque não chegar ao título? O objetivo é acesso, mas temos condições de brigar por isso. Não vejo impedimento. Este é um momento importante na minha carreira, de voltar a vencer. Minha carreira foi pautada por brigar por título e o Figueirense dá condição disso — falou o treinador de 49 anos.

Para isso e com reação imediata como mandante, uma dos temas mais comentados por ele na apresentação, Rogério Micale aposta no conhecimento que tem da casa do Figueirense, em que reconhece algumas figuras desde os tempos em que era treinador da base, e com o trabalho do antecessor Milton Cruz. Micale pretende fazer com que o elenco seja convencido da proposta de sua proposta para a reta final da Série B. Isso porque, segundo ele, os jogadores têm qualidade para alcanças o principal objetivo.

- A equipe do Figueirense é um das mais fortes da Série B. Até tentei tirar jogadores daqui para levar para o Paraná quando estava lá (seu clube anterior, ainda neste ano). Na Série B atual não tem abismo tão grande entre as equipes, diferente da Série A. Queríamos alguns jogadores destes trabalhando lá. Eu brigava para não cair e agora a perspectiva mudou, porque a briga é para subir. O Figueirense é um time de Série A brigando pelo acesso — disse.

Logo após a entrevista coletiva de apresentação, Micale comandou o primeiro treinamento com o Figueirense. Serão mais dois, nesta quarta e quinta, antes de sua estreia como técnico da equipe principal alvinegra. Na sexta-feira, às 20h30min, ele já estará na área técnica do Orlando Scarpelli para o confronto diante do São Bento.

Rogério Micale tem contrato com o Figueirense até o fim de 2019. Junto dele chegam ao clube o auxiliar Fabinho Santos (que treinou o Joinville no ano passado) e o analista de desempenho Jussãn Anjolin Lara (ex-Joinville, Atlético-MG e Paraná). 

Veja mais notícias do Figueirense
Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018

 
Jornal de Santa Catarina
Busca