Palmeiras vence Colo-Colo na ida das quartas de final da Libertadores - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Santiago20/09/2018 | 23h55

Palmeiras vence Colo-Colo na ida das quartas de final da Libertadores

AFP
AFP

O Palmeiras largou em vantagem nas quartas de final da Libertadores, nesta quinta-feira, depois de vencer o Colo-Colo por 2 a 0 fora de casa com atuação consistente.

Bruno Henrique e Dudu fizeram os gols que asseguraram grande vantagem do Verdão na eliminatória. O resultado permite que a equipe perca por um gol de diferença no jogo de volta, dia 3 de outubro, e mesmo assim garanta a classificação.

A partida mostrou dois cenários completamente diferentes em cada etapa. Depois de abrir o placar de maneira relâmpago com Brune Henrique, aos 2 minutos, o Verdão demonstrou tranquilidade, controlou a posse de bola e demonstrou sua tradicional força fora de casa.

Na etapa complementar, o Colo-Colo aproveitou a queda de rendimento do Palmeiras e pressionou o time paulista de todas as formas, sem conseguir furar o bloqueio. No entanto, acabou vendo o prejuízo aumentar quando Dudu estufou as redes após rápido contra-ataque, aos 32.

- Início ideal -

O Palmeiras não se abalou com o estádio lotado e teve um início dos sonhos. Logo aos três minutos, o time apertou a saída de jogo dos chilenos e roubou a bola com Borja. O colombiano recebeu passe de Dudu, cruzou na área e achou Moisés do outro lado. O camisa 10 teve calma, viu a chegada de Bruno Henrique e rolou para o volante bater de primeira para abrir o placar.

Os comandados de Felipão faziam uma marcação consistente e controlavam a posse de bola com surpreendente tranquilidade. A primeira chance dos anfitriões só veio aos 16 minutos em jogada de contra-ataque sem perigo.

Aos 24, Dudu teve chance de ampliar o marcador após passe de Bruno Henrique, mas o goleiro Orion estava bem colocado e fez a defesa. A resposta chilena veio no lance seguinte, com Paredes assustando Weverton em chute dentro da área que acabou desviado na zaga.

O Colo-Colo melhorou no jogo e equilibrou a posse bola, graças ao talento de Valdivia. O camisa 10 sofreu falta pelo lado direito do campo e na cobrança de Paredes os chilenos quase empataram, não fosse a boa defesa de Weverton aos 42 minutos. No rebote, Barroso mandou por cima de desperdiçou outra oportunidade.

- Pressão e alívio -

Na volta do intervalo, o Colo-Colo iniciou ligado e partiu para a pressão. Aos 6 minutos, Carmona aproveitou a sobra após contra-ataque puxado por Paredes e encheu o pé da entrada da área, tirando tinta da trave direita de Weverton.

Dois minutos depois, Valdivia fez excelente jogada na entrada da área e bateu com a perna esquerda. Weverton escorregou e, mesmo caído, conseguiu evitar o empate. O lance contou com desvio no braço de Mayke e revisão no VAR, mas o árbitro mandou a jogada seguir após análise o lance novamente.

O time chileno tomou conta do jogo e não deixou o Palmeiras respirar. O Verdão, que na primeira etapa demonstrou tranquilidade para controlar o jogo e criar chances, estava inofensivo no ataque. Lá atrás, era um susto atrás do outro.

Aos 23 minutos, Baeza cobrou falta da intermediária na cabeça de Barrios. O atacante testou firme com muito perigo e Weverton só olhou a bola passar a centímetros do gol.

Um minuto depois, o Palmeiras teve uma chance de ouro nos pés de Willian, depois de cobrança de tiro de meta de Weverton. O atacante saiu cara a cara com o goleiro, mas tentou tocar para Dudu e o lance não evoluiu. Aos 27, foi Dudu quem apareceu na frente do arqueiro em condições de marcar, mas também perdeu o tempo da bola e tentou o passe em vez da finalização.

Depois de duas chances desperdiçadas, o Palmeiras não falhou em contra-ataque puxado por Willian. O atacante invadiu a área em velocidade, limpou a marcação e carimbou a trave no arremate. No rebote, Dudu teve calma para dominar e estufar as redes, aos 32.

O Verdão ainda teve outras chances de ampliar a vantagem apostando na transição rápida entre defesa e ataque, mas pecou nas finalizações.

No final do jogo, aos 51 minutos, o VAR voltou a ser acionado depois de falta de Perez em Mayke. Após revisão das imagens, o árbitro decidiu expulsar o defensor argentino.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca