Para Milton Cruz, vitória do Figueirense em clássico se resume à eficiência - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Botou na rede02/09/2018 | 08h42Atualizada em 02/09/2018 | 08h42

Para Milton Cruz, vitória do Figueirense em clássico se resume à eficiência

Treinador defende semana de preparação com treinamentos fechados

Para Milton Cruz, vitória do Figueirense em clássico se resume à eficiência Diogenes Pandini/
Foto: Diogenes Pandini /
DC Esportes
DC Esportes

O Figueirense venceu o clássico ante o Avaí com o placar mínimo. O gol do 1 a 0 na Ressacada foi anotado no comecinho da partida, em cobrança de pênalti de João Paulo. O adversário poderia empatar da mesma forma, mas o Guga teve a penalidade defendida pelo goleiro Denis. O Figueira segurou o resultado e o técnico Milton Cruz destacou a eficiência seu time no duelo da noite de sábado.

— Em outros momentos (da temporada) estivemos melhores e não vencemos. Mas futebol é feito de gols, fizemos e eles não — resumiu o comandante.

O treinador adotou a postura de fechar os treinamentos na semana de preparação ao duelo. Foram três atividades com portões fechados.  Para ele, foi uma medida necessária, inclusive, para determinar se iria utilizar Jorge Henrique e Betinho, jogadores recém-liberados para atuar após indisponibilidade por lesão.

— Eu já falei, trabalhei no São Paulo, joguei em grandes equipes e eu me cobro. Às vezes ganha sem jogar bem, não saio feliz. Às vezes não vence e saio satisfeito com a criação. Era uma semana que precisávamos de portões fechados, para definir a equipe, jogadores importantes, e estudar o adversário. Claro que eu gostaria de colocar o Jorge, o Betinho, mas as coisas não correram para eu colocar esses jogadores — comentou.

O próximo jogo do Figueirense será fora de casa e contra o líder da competição. O Furacão encara o Fortaleza às 21h30min de terça-feira, na Arena Castelão.

Confira a tabela da Série B do Brasileiro 2018
Leia mais sobre o
Figueirense

 
Jornal de Santa Catarina
Busca