Ronaldo Fenômeno compra 51% do Valladolid - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Madri03/09/2018 | 09h14

Ronaldo Fenômeno compra 51% do Valladolid

AFP
AFP

O ex-jogador brasileiro Ronaldo "Fenômeno" comprou 51% das ações do Real Valladolid, equipe da primeira divisão da Espanha, anunciou nesta segunda-feira o presidente do clube e até agora acionista majoritário, Carlos Suárez.

"Queremos crescer até onde nossas ilusões nos permitam", afirmou o brasileiro, campeão do mundo em 1994 e 2002 com a seleção, em uma entrevista coletiva na prefeitura de Valladolid.

"É uma cidade e um clube com muito potencial e vamos tentar tirar o máximo rendimento possível", completou o ex-atacante, duas vezes vencedor da Bola de Ouro.

A imprensa local afirma que a operação custou 30 milhões de euros, mas o clube não confirmou o valor.

O prefeito de Valladolid, Óscar Puente, celebrou a chegada de uma "lenda viva do futebol mundial" à cidade de 520.000 habitantes, que fica 200 km ao noroeste de Madri.

O clube retornou à primeira divisão espanhola nesta temporada.

Com a operação, concluída na quarta-feira passada, "vamos tomar uma dimensão que não sonhávamos", afirmou Carlos Suárez, ex-jogador de basquete, 50 anos, e que permanecerá no momento como presidente do clube.

As negociações começaram no fim de julho e rapidamente terminaram em um acordo.

"Tudo aconteceu muito depressa, estamos muito dedicados a fazer o mercado com poucos recursos , disse o novo acionista majoritário do clube, que segundo o site oficial possui um orçamento de 46 milhões de euros para esta temporada.

Aposentado desde 2011, Ronaldo conhece bem a Liga espanhola: disputou uma temporada pelo FC Barcelona (1996-1997) e cinco pelo Real Madrid (2002-2007).

Apesar de ser o maior clube da região de Castilla y León, o Valladolid alternou em 90 anos de história fases de sucesso na primeira divisão e longos períodos na segunda e até mesmo terceira divisão.

O clube conquistou um Copa da Liga em 1984, torneio já extinto, e foi vice-campeão da Copa do Rei em duas ocasiões.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca