Avaí tem sete jogadores que podem repetir acesso com a camisa azurra - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Série B18/10/2018 | 06h58Atualizada em 18/10/2018 | 18h29

Avaí tem sete jogadores que podem repetir acesso com a camisa azurra

Atletas sabem o caminho e o peso que tem alcançar a Série A em defesa do clube azul e branco

Avaí tem sete jogadores que podem repetir acesso com a camisa azurra Cristiano Estrela/Diário Catarinense
Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense
João Lucas Cardoso
João Lucas Cardoso

joao.lucas@somosnsc.com.br

Conhecer o caminho é de grande ajuda para quem espera chegar na frente. O Avaí tem quem conheça o trajeto da Série B do Campeonato Brasileiro até a elite do futebol nacional. No elenco azurra sete jogadores já o percorreram até a vaga na Série A com a camisa azul e branca. Betão, Capa, Judson, Kozlinski, Luan, Marquinhos e Renato estiveram na campanha do acesso em 2016 e podem repetir o feito neste ano.

Cada um tem uma história diferente. O goleiro Kozlisnki, por exemplo, sequer chegou a disputar a Série B passada pelo clube. Era o reserva de Renan, que teve grande desempenho com a camisa azurra. Nesta edição apareceu na meta após lesão do titular Aranha. Já o volante Luan teve participação significativa em 2016 e agora é o imediato quando Judson não está disponível — fez 25 dos 38 jogos e agora tem apenas sete. Participativo naquela conquista e ainda mais na campanha atual, o lateral-esquerdo Capa espera repetir o feito e, junto dos companheiros, ser lembrado pelos azurras das arquibancadas como um dos atletas que ajudou o Leão a subir à elite e retornar a Série A imediatamente.

— A possibilidade de mais um acesso na minha carreira é uma felicidade muito grande. Acho que são poucos jogadores que têm a oportunidade que eu posso ter. Ainda faltam muitas rodadas para se decidir o campeonato, mas eu venho pensando desde que voltei pra cá em colocar o Avaí de novo na Série A. Esse é o intuito de todos os atletas, a gente vem se empenhando muito e, com os pés no chão, no fim da temporada vamos poder dar essa alegria ao torcedor — descreveu o ala.

Ausente desta reta final, lesionado, o lateral-esquerdo João Paulo também esteve no elenco que subiu em 2016. Ele fez 13 partidas na campanha. O mais experiente em acessos com o Leão não poderia deixar de ser o meia Marquinhos. Além do último, ele esteve presente nos de 2014 e 2008. O técnico Geninho também ascendeu de divisão no comando do Avaí, também em 2014.  

Os sete que podem repetir feito pelo Avaí

Betão (zagueiro)
2016 - 17 jogos
2018 - 29 jogos

Capa (lateral-esquerdo)
2016 - 26 jogos
2018 - 30 jogos

Judson (volante)
2016 - 15 jogos
2018 - 26 jogos

Kozlisnki (goleiro)
2016 - 0 jogo
2018 - 4 jogos

Luan (volante)
2016 - 25 jogos
2018 - 7 jogos

Marquinhos (meia)
2016 - 14 jogos
2018 - 12 jogos

Renato (meia e lateral)
2016 - 29 jogos
2018 - 26 jogos

Confira a tabela da Série B do Brasileiro
Leia mais notícias sobre o
Avaí

 
Jornal de Santa Catarina
Busca