JEC/Krona deixa a vitória escapar na partida de ida das oitavas de final da Liga - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Futsal16/10/2018 | 23h01Atualizada em 16/10/2018 | 23h01

JEC/Krona deixa a vitória escapar na partida de ida das oitavas de final da Liga

Tricolor fez 3 a 0, permitiu a virada, conseguiu voltar à frente do placar, mas cedeu o empate em duelo disputado nesta terça, em Cascavel

JEC/Krona deixa a vitória escapar na partida de ida das oitavas de final da Liga Juliano Schmidt / Assessoria do JEC/Krona/Assessoria do JEC/Krona
Jogo da volta ocorrerá no próximo domingo, no Centreventos Cau Hansen, em Joinville Foto: Juliano Schmidt / Assessoria do JEC/Krona / Assessoria do JEC/Krona

A vitória esteve nas mãos do JEC/Krona em duas ocasiões na noite desta terça-feira, em Cascavel (PR), no jogo de ida das oitavas de final da Liga Nacional de Futsal. No entanto, o Tricolor não soube segurar a vantagem e ficou no empate por 5 a 5 com o Cascavel. Com o resultado, terá de vencer o jogo da volta para confirmar a ida para as quartas de final ou empatar no tempo normal e na prorrogação.

O segundo duelo entre os times ocorrerá neste domingo, às 12h30, no Centreventos Cau Hansen. O vencedor da eliminatória irá enfrentar Magnus/Sorocaba ou Joaçaba nas quartas de final. Na partida de ida, em Joaçaba, o Magnus abriu vantagem ao golear os catarinenses por 4 a 0. 

Dentro de quadra, o JEC/Krona teve dificuldades no primeiro tempo, apesar de ter aberto 3 a 0 no placar. Genaro, em tabela com Grillo, marcou o primeiro gol. A cinco minutos do fim da primeira etapa, Willian lançou a bola no pé de Ewerton, que marcou o segundo. No minuto final da etapa inicial, Genaro, de pênalti, fez 3 a 0. 

Os gols, no entanto, não traduziam o jogo. Até os 3 a 0, Willian era o grande destaque joinvilense. A equipe tinha dificuldades para sair jogando, era pressionada na quadra de defesa pelos donos da casa e só não sofreu gols porque o goleiro e a trave impediram.

A situação começou a mudar justamente nos últimos segundos, quando o Cascavel descontou com  Ronaldo e viu Rafinha diminuir ainda no primeiro tempo, em cobrança de tiro-livre. 

Na segunda etapa, o Joinville se perdeu ao sofrer o empate logo nos primeiros segundos, em gol marcado do Ronaldo. A virada veio aos quatro minutos, com Issamu. 

O placar de 4 a 3 só começou a mudar em duas grandes jogadas de Leco. Na primeira, a 8min54s do fim, ele serviu Genaro, que marcou mais e empatou. Depois, a 5min49s do fim do primeiro tempo, o próprio Leco disparou sozinho após um erro ofensivo do Cascavel e mandou no ângulo esquerdo, colocando os joinvilenses novamente na frente.

Mas, a exemplo da primeira etapa, o Cascavel pressionou muito. A 3min30s, os donos da casa perderam um pênalti com Adeirton. A bola chegou a tocar na trave e sobre a linha, mas não entrou. A 1min43s do fim, o empate veio em jogada de Guilherme, que bateu cruzado e encontrou o goleiro-linha Issamu na segunda trave. O ala só empurrou para a rede e empatou. 

No fim, mais sustos. Ronaldo carimbou a trave a 35 segundos do fim e, num erro na troca dos goleiros, o Joinville quase levou o sexto. Na confusão, o técnico Vander Iacovino acabou expulso. Para a sorte do JEC, não houve tempo para outra virada e o placar se manteve. 

 
Jornal de Santa Catarina
Busca