Miranda garante vitória do Brasil sobre Argentina no Superclássico das Américas - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Jida16/10/2018 | 17h34

Miranda garante vitória do Brasil sobre Argentina no Superclássico das Américas

AFP
AFP

Com um gol de Miranda nos acréscimos, o Brasil venceu a Argentina por 1 a 0, nesta terça-feira, e conquistou o troféu amistoso do Superclássico das Américas em partida disputada em Jedá, na Arábia Saudita.

O jogo já se encaminhava para a disputa de pênaltis quando Neymar cobrou escanteio na cabeça do zagueiro, que desviou para vencer Romero aos 48 minutos do segundo tempo e decretar a vitória canarinha.

No duelo, que não contou com a participação de Lionel Messi do lado argentino, Neymar assumiu o protagonismo e foi o principal criador de jogadas brasileiras. A partida foi marcada pelo alto número de faltas e poucas chances claras de gol para ambos os lados.

Esta é a quarta vitória em quatro jogos do Brasil após a eliminação para a Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia. O próximo confronto da equipe no novo ciclo de Tite está marcado para o dia 16 de novembro, contra o Uruguai, em Londres.

- Muitas faltas, pouco futebol -

A partida começou morna, com a principal novidade sendo a escalação de Roberto Firmino e Gabriel Jesus juntos no comando do ataque ao lado de Neymar e Philippe Coutinho. Com a escolha de Tite, o camisa 10 passou a jogar mais centralizado, como no Paris Saint-Germain.

Mas o quarteto ofensivo não criou muitas chances de perigo diante da forte marcação argentina, que entrou pilhada em campo fazendo muitas faltas. Do outro lado, os hermanos tiveram a primeira chance do jogo com Lo Celso, que aproveitou bobeada de Casemiro para arriscar da meia lua em chute que passou à esquerda do gol de Alisson.

O goleiro brasileiro também chamou a atenção aos 22 minutos, mas de maneira negativa. Após recuo perigoso de Marquinhos, Alisson se enrolou ao tentar sair jogando com os pés e Ángel Correa quase conseguiu mandar para as redes de carrinho.

A única jogada realmente perigosa do Brasil veio dos pés de Miranda, aos 27. O zagueiro recebeu cruzamento na área e bateu firme para vencer o goleiro Romero, mas Otamendi estava em cima da linha e evitou o gol canarinho.

O primeiro tempo ficou marcado pelo baixo nível técnico dos atletas, que sentiam o intenso calor da Arábia Saudita. Na volta do intervalo, o confronto voltou com as mesmas características e superioridade argentina.

- Miranda evita disputa de pênaltis -

Os hermanos começaram assustando com Lo Celso e Icardi, respectivamente aos 2 e 5 minutos. Na primeira tentativa, Alisson fez defesa segura, enquanto o arremate do centroavante da Inter de Milão foi travado por Danilo no momento decisivo. A jogada acabou tirando de campo o lateral brasileiro, que sentiu lesão após o lance.

O Brasil voltou do intervalo acuado e sofreu para resistir à pressão dos argentinos, que voltaram a oferecer perigo com Paredes e Lo Celso aos 14 e 15 minutos.

A primeira boa ida ao ataque do Brasil veio do talento de Neymar no um contra um, agora jogando mais na posição onde está mais acostumado a atuar, pelo lado esquerdo do campo. O camisa 10 partiu para cima do zagueiro e cruzou rasteiro para Richarlison, que tinha acabado de entrar, mas acabou desperdiçando chance clara aos 23 minutos.

No lance seguinte, Neymar cobrou falta em jogada ensaiada para Arthur finalizar bonito de bate pronto na entrada da área, exigindo bela defesa de Romero. Mas as tentativas brasileiras se restringiam ao camisa 10, perseguido em campo.

Em mais uma falta sofrida por Neymar, Casemiro cobrou com força da intermediária e quase balançou as redes, depois da bola desviar no meio do caminho e tirar Romero da jogada, aos 38.

Nos acréscimos da partida, aos 48 minutos, Neymar cobrou escanteio fechado na cabeça de Miranda, que deu uma leve casquinha na bola para estufar as redes. Seguro durante toda partida, o goleiro Romero saiu muito mal do gol e deixou o caminho aberto para o zagueiro garantir a vitória brasileira nos instantes finais.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca