"Senhor decisão", Leco encara a 16ª final pelo futsal de Joinville - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Copa do Brasil de Futsal03/10/2018 | 20h30Atualizada em 03/10/2018 | 20h30

"Senhor decisão", Leco encara a 16ª final pelo futsal de Joinville

Capitão do JEC/Krona é um dos trunfos da equipe no duelo desta quinta, contra o Corinthians, na primeira partida da disputa pelo título

"Senhor decisão", Leco encara a 16ª final pelo futsal de Joinville Salmo Duarte/A Notícia
Leco (D) já ganhou oito dos 15 títulos que disputou em Joinville Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Jogar uma decisão de campeonato não chega a ser uma grande novidade na vida do fixo Leco. Em Joinville desde 2011, o atleta já participou de 15 finais. No entanto, nesta quinta, o camisa 8 disputará pela primeira vez a decisão da Copa do Brasil de Futsal

Criada no ano passado, a competição dá ao campeão uma vaga na Supercopa do Brasil de 2019, que definirá o representante brasileiro na Libertadores. Ou seja, assim como a Copa do Brasil no futebol, este é um atalho para o torneio continental. Daí a importância de valorizar o jogo contra o Corinthians, nesta quinta, às 19h, no Centreventos

Leco está tão focado no duelo de ida da final que sequer tinha conhecimento do tamanho de seu feito. O jogador até chegou a ser informado da pauta proposta por “A Notícia”, mas as contas anteriores esqueciam uma disputa de título. Agora, com 15 decisões computadas (e checadas), ele finalmente pôde atualizar seus números. No entanto, afirmou que a estatística não pesará diante dos paulistas.

— Vivemos muito no “fio da navalha”. O que importa é o amanhã (quinta), se preparar bem para o Corinthians e estar concentrado para mais uma disputa de título. Fico feliz, mas quero celebrar mesmo é vencendo e conquistando o título — afirma. 

A confiança pelos títulos recentes, segundo Leco, é o maior trunfo que ele traz para o confronto. Na opinião do capitão tricolor, o JEC/Krona criou uma “casca” que não tinha em outros momentos.

— Eu acompanhei os dois lados da equipe, de fora enquanto fui rival, e de dentro, desde 2011. Hoje, nós encaramos qualquer equipe de igual para igual. Precisamos agora é dar sequência ao que conquistamos, manter a confiança, e ter aditivos, como raça, determinação, coisas que virão com a atmosfera que será criada no Centreventos. Se canalizarmos tudo isso, o desempenho crescerá.

A atmosfera citada por Leco, vem da lembrança do título da Liga Nacional do ano passado (o mais importante pelo JEC, segundo ele). O jogador aposta que o Centreventos lotado, como aconteceu em 2017, será um grande diferencial para o Joinville neste primeiro jogo. 

— Se deixarmos aquela energia aflorar na equipe, teremos ainda mais força para executarmos tudo que precisamos para vencer.

Com liberação médica, Raul e Gabriel são opções para o jogo

O técnico Vander Iacovino ganhou duas boas notícias no começo desta semana. Ausente há três semanas, o pivô Raul foi finalmente liberado pelo departamento médico após se recuperar de uma lesão no joelho. Além dele, outro pivô, Gabriel, também está recuperado. O jogador tratava um problema muscular, que o impediu de atuar nas partidas do Campeonato Catarinense. 

Por outro lado, os fixos Junai e Grillo continuarão ausentes. A ideia é que a dupla possa estar pronta para a segunda partida da decisão, na próxima quinta-feira, em São Paulo. Sem eles, Leco, Sinésio e Leandro Caires serão opções. 

De acordo com o regulamento da Copa do Brasil, não há saldo de gols nos dois jogos finais. Se houver vencedores diferentes nos dois jogos ou dois empates, o duelo irá à prorrogação. Se não houver vencedor no tempo extra, o título se definirá nos pênaltis.

Centreventos deve receber lotação máxima

A final entre JEC/Krona e Corinthians mexeu com os torcedores em Joinville. Segundo a direção do Joinville, até a noite de quarta-feira, restavam pouquíssimos ingressos para os lugares disponíveis. As vendas começaram no sábado e, na noite de terça-feira, as arquibancadas já estavam esgotadas. 

Na quarta, ainda havia bilhetes para as cadeiras que foram instaladas na quadra. Apesar do preço de R$ 25 e R$ 50 — superior ao das arquibancadas, que saíram por R$ 30 e R$ 15.

Embora a capacidade seja de 2,4 mil lugares, a direção do JEC/Krona colocou à venda 1,6 mil bilhetes. Os outros 800 são distribuídos para patrocinadores, atletas, staff e sócios (cerca de 200). 

Há também o espaço destinado ao torcedores do Corinthians, que virão num ônibus de São Paulo. Outros simpatizantes do clube na cidade poderão acompanhar o jogo ao lado destes torcedores, no anel superior do Centreventos. 

 
Jornal de Santa Catarina
Busca