Neymar faz de pênalti e garante vitória do Brasil sobre Uruguai - Esportes - Santa

Versão mobile

 

Londres16/11/2018 | 20h27

Neymar faz de pênalti e garante vitória do Brasil sobre Uruguai

AFP
AFP

Em amistoso truncado disputado em Londres, o Brasil venceu o Uruguai por 1 a 0, nesta sexta-feira, e manteve os 100% de aproveitamento no novo ciclo após a eliminação na Copa do Mundo da Rússia.

Neymar fez o único gol do jogo cobrando pênalti, aos 30 minutos do segundo tempo. O craque o Paris Saint-Germain chegou a 60 gols com a camisa da Seleção Brasileira, atrás apenas de Pelé (95), Ronaldo (67) e Zico (66).

Apesar da vitória, a sétima em oito jogos no Emirates Stadium, o Brasil não convenceu em seu penúltimo compromisso do ano. Faltou criatividade para os comandados de Tite, diante de um adversário compacto e que cometeu muitas faltas.

O Brasil volta a entrar em campo no próximo dia 20, contra a seleção de Camarões, em encontro disputado na região metropolitana de Londres. Já o Uruguai se reencontra com a França em Paris, quatro meses depois de ser eliminado pelos atuais campeões mundiais na Rússia.

- Poucas chances -

A partida começou muito truncada, com as duas equipes subindo a marcação e complicando a saída de bola adversária. O Brasil sentia a falta de um articulador das jogadas, já que não podia contar com o lesionado Philippe Coutinho.

Até os 20 minutos, Neymar foi quem mais tentou buscar jogadas. O camisa 10 caia por dentro e tentava assumir o papel de organizador, distribuindo passes em profundidade. A melhor chance, no entanto, veio em um chute forte do craque que passou rente à trave, aos 13.

A equipe ficava limitada aos lampejos do jogador do Paris Saint-Germain, que participava principalmente pelo lado esquerdo do campo. Foi por ali que o Brasil chegou com perigo em triangulação que terminou com chute forte de Firmino. O chute do atacante do Liverpool acabou explodindo na zaga, aos 31 minutos.

O Uruguai também sentia falta de um jogador para armar as jogadas. A melhor chance da Celeste veio só aos 44 minutos, quando Suárez recebeu pelo lado esquerdo e inverteu o jogo para a chegada de Cavani. O atacante do PSG bateu de primeira e exigiu boa defesa de Alisson.

- Pênalti polêmico -

Na volta do intervalo, o time Celeste assumiu as ações e chegou com muito perigo em três oportunidades antes dos cinco minutos. Numa delas, Alisson voou para fazer defesa importante na cobrança de falta de Suárez, aos 4.

O Brasil demorou para reagir e só levou perigo aos 19 minutos, em jogada individual de Neymar pelo lado esquerdo. O atacante invadiu a área e bateu cruzado, para a defesa em dois tempos de Campaña. Pouco antes, Tite mandou a campo Allan para tentar equilibrar a equipe. O volante da Napoli entrou bem e fez sua estreia na Seleção.

Na primeira ida mais contundente de Danilo ao ataque, desafogando o time do Brasil, que insistia em jogar pelo lado esquerdo, o lateral acabou levando um chute de Laxalt dentro da área. O árbitro foi avisado pelo bandeirinha e apontou a marca da cal.

Os uruguaios reclamaram muito do lance, que contou com desvio no braço de Danilo na origem da jogada, mas a penalidade foi confirmada. Neymar foi para a cobrança e deslocou Campaña com muita categoria, mandando rasteiro no canto esquerdo do arqueiro para abrir o placar aos 30 minutos.

Pouco depois, aos 37, Neymar viu Richarlison invadindo a área e deu passe açucarado para o atacante do Everton. O jovem pegou de primeira, mas desperdiçou a melhor jogada da equipe na segunda etapa. A comemoração da "dança do pombo" pedida por Davi, filho de Neymar, vai precisar esperar.

* AFP

 
Jornal de Santa Catarina
Busca