Barragem de Botuverá garantirá água potável e energia elétrica ao Vale do Itajaí - Geral - Jornal de Santa Catarina

Vers?o mobile

 
 

Prevenção03/04/2014 | 10h06

Barragem de Botuverá garantirá água potável e energia elétrica ao Vale do Itajaí

Anteprojeto foi apresentado ontem em Brusque. Obra deve ficar pronta em 2016

Barragem de Botuverá garantirá água potável e energia elétrica ao Vale do Itajaí Artur Moser/Agência RBS
Barragem de Botuverá deve garantir água potável e energia elétrica para moradores do Vale Foto: Artur Moser / Agência RBS

O anteprojeto da barragem de Botuverá foi apresentado nesta quarta-feira moradores, autoridades e imprensa em Brusque pela Secretaria de Defesa Civil do Estado. O investimento da estrutura de médio porte será de R$ 95 milhões, provenientes de empréstimo do Banco do Brasil. O objetivo da barragem é conter cerca de 15,7 milhões de metros cúbicos de água no Rio Itajaí-Mirim, atrasando a chegada da água em Brusque e Itajaí e minimizando os riscos de enchentes.

Além disso, estrutura terá a função de abastecimento de água potável para animal e humano até 2041 para as cidades de Botuverá, Brusque, Itajaí e Balneário Camboriú, e também produzira energia elétrica para famílias do Vale do Itajaí.

A barragem faz parte do projeto que começou com os estudo da Agência Japonesa de Cooperação Internacional (Jica) em 2009. Além da barragem de médio porte de Botuverá, outras oito estrutras de contenção estão previstas: uma em Mirim Doce, uma em Braço do Trombudo, uma em Petrolândia, uma em Taió, duas em Pouso Redondo e duas em Trombudo Central.

O prazo para conclusão da estrutura é de 30 meses, isto é, até o fim de 2016 a estrutura deve estar pronta para operar. 

Programação de execução

Engenharia: até março de 2014
Licenciamento ambiental: até dezembro de 2014
Execução obra: do início 2014 até o fim de 2016.

As outras barragens que serão construídas no Vale do Itajaí:

JORNAL DE SANTA CATARINA

 
Jornal de Santa Catarina
Busca