Entenda como praticar exercícios à noite ajuda na saúde e no bem-estar - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Mente sã, corpo são19/11/2015 | 07h07

Entenda como praticar exercícios à noite ajuda na saúde e no bem-estar

Projeto + Ramiro ocorre nesta quinta em Blumenau e incentiva atividades físicas

Entenda como praticar exercícios à noite ajuda na saúde e no bem-estar Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Julien Bethe, 35 anos, corre no Ramiro de duas a três vezes por semana Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

Bater o cartão, calçar os tênis e se jogar no parque. De segunda a sexta-feira, essa é a rotina de muita gente em Blumenau. Seja para emagrecer ou apenas desestressar após um dia pesado no trabalho, quem pratica exercícios à noite, durante a semana, colhe benefícios que só podem ser proporcionados pelo hábito da atividade física — e que, no longo prazo, faz maravilhas pela saúde. Não se trata só de perder aqueles quilinhos extras.

Segundo especialistas, a transformação acontece de dentro para fora. Os problemas viram suor e, de repente, fica mais fácil tomar decisões ou resolver impasses com serenidade. Como diz o ditado: mente sã, corpo são.

Edição 2015 do + Ramiro começa nesta quinta-feira

Se você costuma passar em frente ao Ramiro à noitinha, especialmente durante o horário de verão, já deve ter percebido a quantidade de pessoas que frequentam o local. Na academia ao ar livre, nas quadras ou pistas de caminhada, corrida e bike, o pôr do sol é uma boa desculpa para malhar sem sofrer tanto com o calor. Mas quem vai para o parque neste horário garante que essa não é a única razão.

Valdemir da Rosa, 35 anos, Marcelo Luís Nunes, 33, e Ramon Bruno Bratz, 19, vão ao local duas vezes por semana, à noite. Lá fazem um treinamento de goleiro na quadra de futebol, com variações de defesa e exercícios de condicionamento físico. Já Julien Bethe, 35 anos, corre no Ramiro de duas a três vezes por semana. O treino, que tem duração aproximada de uma hora, é feito de forma intervalada: para cada volta em velocidade máxima na pista de 700 metros, ela descansa por dois minutos. No total são 10 voltas.


Foto: Patrick Rodrigues, Agência RBS

De olho nas refeições

De acordo com a nutricionista Karina Dotta, esse tipo de treino mais intenso à noite pede uma refeição reforçada e que deve ser feita com pelo menos 40 minutos de antecedência. Ela ressalta que a maioria das pessoas sai do trabalho diretamente para o parque, e por isso não tem tempo de jantar. Nesse caso, a melhor opção é investir em carboidratos como a tapioca.

— Para quem sai do trabalho e vai direto para uma atividade física é importante ressaltar a necessidade de fornecer energia para o organismo neste pré-treino. Sempre ofereça uma fonte energética, que pode ir de uma banana com aveia e mel até um sanduíche — diz. 

Leia todas as notícias do projeto + Ramiro

Professora do quarto ano da Escola Barão do Rio Branco, Julien Bethe conta que sai do colégio depois das 17h e vai direto para o parque. Por volta das 16h faz uma refeição — no dia da entrevista foi tapioca recheada com creme de amendoim — e, pouco antes de começar a correr, come uma fruta e toma o suplemento diário para aguentar o exercício. O jantar é feito cerca de uma hora depois, mas ela prioriza a leveza. Ovos e verduras costumam ser as escolhas da professora para o pós-treino. O resultado da rotina regrada? Nove quilos a menos na balança e a conquista da primeira meia-maratona (21 quilômetros).

— O parque é o momento de digerir o que fiz no meu dia, e todas as coisas ruins que eu fico remoendo são deixadas para trás. Sinto que meu sono também melhorou bastante, durmo melhor — destaca.

Exercícios melhoram o sono

A explicação para a melhora no sono é o relaxamento que a atividade física proporciona, segundo a psicóloga Caroline Bussarelo Brüning. Basta ligar os pontos: quando você se exercita, seu corpo libera endorfina — substância química responsável pela sensação de prazer — e os níveis de bem-estar aumentam. Ou seja, se o exercício é feito antes de dormir você vai deitar se sentindo bem consigo mesmo.

— A maioria dos exercícios físicos ajuda a relaxar e a desestressar de modo geral, porém à noite é quando você encerra uma jornada de compromissos, problemas e imprevistos. Boa parte de nós chega mentalmente exausto em casa. O exercício físico nos ajuda a espairecer, focar em outras coisas que não os problemas do cotidiano — explica.

A psicóloga Rosa Reichert, no que diz respeito à atividade física, acredita que não importa o tipo — importa apenas que se faça algo para sair do lugar:

— Quem está sob efeito de pressão e estresse tende a ficar tenso. A atividade ajuda a relaxar a musculatura. Fora que isso produz a capacidade de percepção do corpo, como se você tomasse conta de si mesmo. O exercício te solta daquilo que te amarra.

A endorfina também pode deixar algumas pessoas agitadas demais, já que gera euforia. Para evitar uma noite de insônia, a educadora física Aline Mees recomenda que o exercício seja feito de duas a três horas antes de ir para a cama:

— Segundo algumas pesquisas, entre as 16h e as 19h o corpo apresenta algumas pequenas vantagens, como os níveis de insulina e de cortisol (hormônio ligado ao estresse físico) mais baixos. Mas vale lembrar que é essencial respeitar o metabolismo de cada um e procurar um profissional de educação física para orientar.

Programe-se
Começa hoje o +Ramiro, projeto do Santa que promove atividades físicas, de saúde e lazer no Parque Ramiro Ruediger. Confira a programação do dia que é gratuita:
- O quê: aulão de alongamento + ritmos e blitz da saúde da Unimed
- Quando: hoje, às 19h
- Onde: Parque Ramiro Ruediger
- Quanto: grátis
Acesse santa.com.br/maisramiro

JORNAL DE SANTA CATARINA

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenau terá programação para a Semana da Imigração Alemã  https://t.co/SXsH0rQ1og #LeiaNoSantahá 11 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaIFC abre inscrições para três cursos gratuitos em Blumenau https://t.co/i6JdqzH19V #LeiaNoSantahá 12 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca