Jovens que morreram em acidente em Joinville eram colegas de trabalho em Pomerode, no Vale do Itajaí - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Tristeza19/01/2016 | 17h28

Jovens que morreram em acidente em Joinville eram colegas de trabalho em Pomerode, no Vale do Itajaí

Tatiane e Luiza tinham objetivos diferentes, mas eram queridas por todos os colegas e fizeram amizades por onde passaram

Jovens que morreram em acidente em Joinville eram colegas de trabalho em Pomerode, no Vale do Itajaí Arquivo Pessoal/Reprodução Facebook
Luiza Regis, 25 anos, e Tatiane Will, 33 anos, morreram em acidente na SC-108, Rodovia do Arroz, em Joinville, nesta segunda-feira Foto: Arquivo Pessoal / Reprodução Facebook

Colegas de trabalho, determinadas e com objetivos fortes para perseguir. Assim eram Tatiane Will, 33 anos, e Luiza Regis, 25, as duas jovens que morreram em um grave acidente na manhã desta segunda-feira na SC-108 em Joinville, no trecho conhecido como Rodovia do Arroz.

As duas eram funcionárias do departamento comercial da empresa Cativa, em Pomerode, e seguiam para o aeroporto de Joinville para uma viagem de trabalho. O acidente não interrompeu apenas a atividade do dia, mas os planos bem traçados por elas para toda a vida.

A diretora comercial da empresa, Cátia Maria Sprung, conta que as duas tinham personalidades opostas e objetivos diferentes, mas a vontade e a determinação para alcançar o que desejavam era comum a ambas.

Tatiane, natural de Pomerode, era casada e tinha um filho adolescente, com o qual tinha um sonho compartilhado: ver o menino se tornar jogador profissional de futebol. Ela trabalhava na empresa desde fevereiro de 2014 e, em 2016, estava determinada a concluir a graduação em Administração para conquistar mais espaço na carreira.

_ Ela era coordenadora de vendas e trabalhava diretamente com a gestão de equipes, e as viagens eram constantes no trabalho dela desde que ela entrou na empresa. Era uma pessoa determinada mas, acima de tudo, e o que escutamos as pessoas falando sobre ela, é que era autêntica e alegre. Estava sempre dando gargalhadas, e até chamávamos um pouco a atenção dela por isso, mas onde ela estava sempre havia alegria e todos gostavam muito dela _ ressalta Cátia.

Luiza tinha personalidade oposta à Tatiane, conforme a diretora. Filha de empresários de Blumenau, era centrada, determinada e tinha grandes pretensões para a carreira. Em 2014, ela já havia tentado uma vaga na empresa participando de um concurso com outros 300 profissionais de todo o país e chegando a se classificar entre os três primeiros. Não foi selecionada por ser considerada jovem para o cargo, mas soube marcar presença. Em 2015 foi lembrada pela equipe e contratada em novembro do ano passado. Formada e com duas pós-graduações, e já mostrava ter um futuro promissor:

_ Apesar de ter apenas 25 anos ela não era mais uma menina, era uma mulher elegante e educada, fora do comum. Quando conversei com ela perguntei porque ela não iria trabalhar com o pai dela, que já tem uma empresa, e ela me disse que o pai dela sabia que a empresa dele era pouco para ela e que ela queria chegar a presidência de uma grande empresa. Ela era bastante pretensiosa, mas tinha um belo futuro pela frente.

Luiza também era uma colega querida por todos à sua volta, que a consideravam uma garota doce e atenciosa.

O acidente

Tatiane morreu ainda no local do acidente e Luiza chegou a ser encaminhada ao Hospital Municipal de São José, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no fim da tarde de segunda-feira. O motorista do carro, Edésio Luiz Ventura, teve ferimentos e também foi internado, mas não corre risco de morte.

A assessoria de imprensa da Cativa informou que o motorista não é funcionário da empresa e trabalha para uma companhia que presta serviços de táxi terceirizado que já fez outros atendimentos para a têxtil pomerodense. A empresa também emitiu nesta terça-feira uma nota oficial (confira abaixo na íntegra). O sepultamento de Tatiane ocorreu no cemitério do Testo Salto, em Pomerode, e Luiza foi enterrada no cemitério Jardim da Saudade, em Blumenau, nesta terça-feira.


"NOTA DE FALECIMENTO

A Cativa lamenta, com profundo pesar, o falecimento das colaboradoras Luiza Regis, 25 anos e Tatiana Will, 33 anos, vítimas ontem, dia 18 de janeiro, num grave acidente na SC-108, conhecida como a Rodovia do Arroz, em Joinville.

A Cativa presta as condolências às famílias e amigos e informa que está dando toda assistência necessária aos entes queridos.

No dia de hoje formalmente a empresa estará de luto para acompanhar o sepultamento.
 
A Diretoria."

JORNAL DE SANTA CATARINA

Notícias Relacionadas

Trânsito 19/01/2016 | 07h19

Em menos de duas horas, quatro pessoas morrem nas estradas de SC

Dois acidentes na SC-108 e um na SC-100 ocorreram das 7h35min às 9h20min

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCapotamento deixa uma pessoa ferida e pista interditada na Via Expressa, em Blumenau https://t.co/4W3V4jOYoGhá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaConselho tutelar é chamado após criança de 11 anos levar munição para escola no Alto Vale https://t.co/XwkguRKjY4há 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca