Terceiro adolescente suspeito de planejar atentado é preso na França - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Extremismo14/09/2016 | 12h46

Terceiro adolescente suspeito de planejar atentado é preso na França

Jovem foi localizado pelas autoridades através do aplicativo de mensagens Telegram, onde mantinha contato com um jihadista francês

AFP
AFP

Um adolescente que supostamente preparava um atentado extremista na França foi preso. O menor, de 15 anos, foi acusado de associação terrorista e preso no sábado, dois dias depois de ser detido em Rueil-Malmaison, um subúrbio de Paris.

O jovem foi localizado pelas autoridades através do aplicativo de mensagens Telegram, onde estava em contato com Rachid Kassim, um jihadista francês que teria "teledirigido" vários atentados na França a partir da Síria e do Iraque.

As autoridades decidiram prendê-lo porque suas mensagens no Telegram mostravam que havia uma possibilidade de passar à ação. O jovem estava desde junho sob vigilância por ter difundido propaganda do grupo extermista Estado Islâmico (EI).

Leia mais
Em vídeo, jihadista diz que Estado Islâmico "rezará em Roma"
Comissão Europeia cria grupo de trabalho para preparar Brexit
Moradores de áreas sitiadas na Síria esperam por ajuda humanitária

Também nesta quarta-feira, um adolescente, "que se ofereceu para realizar uma ação terrorista", foi preso em Paris. O suspeito, nascido em setembro de 2001, também estava em contato com Rachid Kassim, cujo nome figura em uma dúzia de investigações sobre atentados ou projetos de atentados na França.

No sábado, outro adolescente de 15 anos, que também tinha vínculos com Kassim foi detido na capital francesa. A suspeita é que ele estivesse próximo de cometer um ataque com faca.

Histórico

Rachid Kassim, um jovem de 29 anos que partiu da França em 2012 para se unir ao EI, lança há mais de seis meses convocações para atacar a França através do Telegram, dando instruções detalhadas e listas de alvos principais.

Kassim teria inspirado o assassinato, em junho, de um policial e de sua esposa na região parisiense e teria dado instruções aos dois assassinos de um padre em uma igreja na Normandia (norte) no fim de julho.

Também se suspeita que tenha dado instruções ao comando de mulheres que tentou detonar perto da catedral Notre Dame de Paris um veículo carregado de botijões de gás no início de setembro.

A França se encontra em estado de alerta máximo. Desde 2015, 238 pessoas morreram na França em uma série de atentados.


 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCampanha de multivacinação leva 4.432 crianças aos postos de Saúde de Joinville na primeira semana https://t.co/j7tgeridV7 #LeiaNoSantahá 6 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaGrupos de pedal de Joinville participam de evento para incentivar a segurança no trânsito https://t.co/OnfaBhiANL #LeiaNoSantahá 46 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros