Violência contra índios em SC é citado em relatório nacional - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

HOMICÍDIOS21/09/2016 | 14h30Atualizada em 21/09/2016 | 14h30

Violência contra índios em SC é citado em relatório nacional

Lançado pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), estudo citou casos de assassinatos e ameaças à índios no Estado.

Violência contra índios em SC é citado em relatório nacional Diorgenes Pandini /  Agência RBS/ Agência RBS
Foto: Diorgenes Pandini / Agência RBS / Agência RBS

O relatório de Violência Contra os Povos Indígenas trouxe Santa Catarina como um dos estados com histórico hostil para índios no país. Lançado na última quinta-feira, 16, pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), a pesquisa citou casos de assassinatos e ameaças à índios, e os processos de demarcação pendentes nas áreas indígenas em SC. 

Índios ocupam sede da Funai em Santa Catarina
"Nascida em aldeia, durante anos sofri o choque cultural em meio a uma sociedade mirim consumista e televisiva"

De acordo com o relatório, 654 terras indígenas têm pendências administrativas para terem finalizados os seus procedimentos demarcatórios, 348 terras ainda nem tiveram o processo de demarcação iniciado. No Estado, quatro áreas seguem com pendências. Localizadas em Fraiburgo, Itapiranga, Palhoça e Garuva, as terras pertencem aos povos Guarani Mbya, Guarani Nhandeva e Kaingang

Em SC, o relatório trouxe também o caso do bebê indígena morto em Imbituba no final do ano passado. Conforme classificou o Conselho, a morte de Victor Kaingang, de 2 anos, "configura uma síntese da dor e do sofrimento dos povos indígenas no Brasil". O assassinato aconteceu no dia 30 de dezembro, em frente a uma rodoviária no Sul do Estado. No momento do crime, a criança era amamentada pela mãe. 

Na região da Grande Florianópolis, o município de Palhoça configura uma área de conflito constante entre moradores da comunidade e índios. No relatório, o conselho afirma que desde 2012 a cacica da região do Morro dos Cavalos já sofreu seis atendados. Para colher os dados no Estado, o relatório usou a pesquisa Pesquisador do Núcleo de Estudos de Populações Indígenas (Nepi), Ricardo Verdum. Confira o relatório completo aqui

Vozes pela terra: Santa Catarina tem 28 áreas indígenas que ocupam 0,8% do território estadual








 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem morre após levar facadas em salão de dança na Fortaleza, em Blumenau https://t.co/eSFGAYyLDm #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem sofre tentativa de homicídio em salão de dança no bairro Fortaleza, em Blumenau https://t.co/J4CvWmMNrD #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros