As bandas que embalam o público nos palcos da Oktoberfest - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Clima de festa no feriado10/10/2016 | 22h42Atualizada em 11/10/2016 | 15h33

As bandas que embalam o público nos palcos da Oktoberfest

Programação musical desta terça e quarta mistura novidades e grupos tradicionais que animam o público nos pavilhões

As bandas que embalam o público nos palcos da Oktoberfest Clio Luconi/Divulgação
Bandas garantem sucessos para público cantar e dançar junto nos setores do Parque Vila Germânica Foto: Clio Luconi / Divulgação

Reunir os amigos, circular pelos pavilhões, pegar um chope. Esses em geral são os primeiros passos de quem chega à Oktoberfest. Mas para muitos a festa só começa de verdade quando os olhares se voltam para os palcos. São as bandas as responsáveis por reger a animação que costuma ir até o amanhecer nos setores do Parque Vila Germânica.

As edições da Oktoberfest já foram terreno fértil para o surgimento e fortalecimento de diversos grupos  que ficaram marcados pelo público e têm sua imagem vista como sinônimo do evento. Algumas mantêm mais apego às raízes germânicas, outras se rendem à irreverência, mas o fato é que a sonoridade da festa não deixa ninguém passar pelos pavilhões sem se render ao embalo de uma marchinha.

Hoje, véspera de feriado e um dos dias com maior expectativa de público, os foliões poderão conferir apresentações de bandas tradicionais como Vox 3, Banda do Caneco, Herr Schmitt, Banda do Barril e Choppmotorrad. Amanhã é a vez da banda Cavalinho. A seguir o Santa conta um pouco mais sobre o trabalho dos músicos que fazem parte da história da Oktober para entrar no clima da festa:


Os bambas da Herr Schmitt


A banda Herr Schmitt é uma das principais novidades da Oktoberfest quando o assunto é programação musical. O grupo foi formado no final do ano passado e reúne verdadeiros bambas da Oktober, como o guitarrista Mac, compositor de hits como “Marreca”, e o vocalista Michael Lochener, ex-líder da Banda Cavalinho. A estreia foi na Festa Pomerana e, nesta Oktober, o grupo se apresentou apenas uma vez, no dia 6. Tempo suficiente para lançar duas músicas, “Hey Oh” e “Vem Pro Bar”.

No repertório, é claro, não faltam sucessos da época em que Michael era a voz dos hits da Oktober com a Cavalinho. No palco, um casal de dançarinos é a estratégia para equilibrar olhares tanto do público masculino quanto do feminino. As coreografias, arma essencial para emplacar um sucesso na Oktober, são assinadas pelo professor de zumba Leandro Porto.

— Os saudosistas estão gostando dos nossos shows por relembrar o passado e os mais novos, que não viveram aquele tempo em que éramos as grandes atrações da festa, estão nos conhecendo – conta o músico Lino Vieira, barítono e voz da Herr Schmitt e também ex-líder da Cavalinho.

A banda toca na madrugada de hoje para amanhã no Setor 1 da Vila.


O bom humor da Vox 3

Desde 1996 a Vox 3 se destaca nos palcos da Oktoberfest pela animação, irreverência e pelas letras bem-humoradas. Tudo começou quando o grupo compôs o hino da Centopeia do Chope. O líder e vocalista da banda, Rogério França, conta que todos queriam saber onde comprar o CD com a canção. A partir dali surgiu um trabalho que já rendeu 10 discos e muitos admiradores pelo país. Sucessos como “Trinca mas não trepa” e “Sexy Frida”, uma paródia de “Gangnam Style”, não podem faltar. Mas ainda para a festa deste ano o grupo prepara novidades, como a nova música #PegaaTobata.

– Nós criamos o estilo chucrute, fizemos mais de 30 hinos dos grupos que hoje participam do desfile e mantivemos sempre essa linha de irreverência e alegria ao subir no palco – conta França.

A Vox 3 toca a partir da meia-noite de hoje no Setor 1.


A interação da Banda do Barril

Presença garantida em 12 dos 19 dias de festa, a Banda do Barril também é conhecida pelo clima de alegria que espalha pelos pavilhões. A interação com o público é um dos diferenciais e o ponto alto do show costuma ser as músicas como a Dança do Emagrecimento, adaptação de Zillertaler Hochzeitsmarch, a marcha do casamento alemã e “So Ein Schoener Tag”, a “música do aviãozinho”, ou “flig flig”, para os menos familiarizados com o idioma germânico. Hoje, o show deles começa às 22h15min, no Setor 2. Amanhã, a apresentação será a partir da meia-noite, no mesmo local.

– Estamos há 22 anos na Oktober e tentamos sempre descobrir o que as pessoas querem naquele momento para se divertirem conosco. Fomos eleitos nos dois últimos anos como o melhor show da Oktober por uma comissão do Parque Vila Germânica e isso só nos motiva mais para a festa – conta o vocalista e responsável pela Banda do Barril, Marco Aurélio Rosa.


As raízes da Banda do Caneco


A Oktoberfest de Munique é a grande referência da Banda do Caneco, que está na 27ª participação na festa blumenauense. O repertório do grupo mescla músicas que estão na trilha sonora do evento europeu com canções antigas e tradicionais tanto para o Opa e a Oma blumenauenses quanto para casais que gostam de dançar. A banda conta com 15 integrantes.

— Costumo dizer que somos um grupo para conhecedores de música alemã. Nossa proposta é uma apresentação fiel à inspiração da festa de Munique, mas ao mesmo tempo moderna — conta o responsável pela banda, Átila Imianovsky, que morou e tocou em bandas da Alemanha.

O show da banda inicia hoje às 22h no Setor 1.


Os instrumentos da Choppmotorrad

A banda Choppmotorrad (na foto, com o grupo voXXclub) surgiu em 2007 com a missão de resgatar instrumentos atípicos trazidos por imigrantes alemães. Alguns exemplos são o Bassbrett, espécie de percussão tocada por um cabo de vassoura em uma caixa, que teria surgido em navios alemães que vinham para a América, e o bandoneon, semelhante à concertina ou ao acordeão. Mas os instrumentos usados vão muito além desses e possuem forte relação histórica e cultural com os imigrantes germânicos. A banda esteve duas vezes na província de Córdoba, na Argentina, para divulgar a festa e a cidade.

— É música tradicional o que a Choppmotorrad apresenta. Temos levado a cultura e a tradição para outros municípios e regiões — conta o músico e fotógrafo Ingo Penz, responsável pela banda e também pela tradicional moto que há 30 anos participa dos desfiles da Oktoberfest, inspiração para o trabalho musical.

A banda se apresenta hoje, às 17h30min e amanhã, às 18h, no Eisenbahn Biergarten.


A tradição da Cavalinho

Fundada há mais de 40 anos, a Banda Cavalinho é sinônimo de Oktoberfest. Desde a primeira edição da festa, em 1984, o grupo nunca deixou de se apresentar. O repertório passa por composições próprias, no estilo chucrute music, e também por músicas típicas alemãs. O grupo já passou por diversas mudanças de formação, mas o time atual de nove músicos e duas dançarinas é o mesmo há três anos. Graças a sucessos como “Marreca”, um verdadeiro hino da festa, a banda é sempre uma das principais atrações nos palcos da Oktober. O grupo preparou uma nova abertura para os sete shows na edição deste ano e pretende lançar um novo disco até janeiro do próximo ano, na Festa Pomerana.

— O que eu mais destacaria da Cavalinho é a capacidade de interação com o público com coreografias animadas, botando todo mundo para dançar, algo que inspirou também outras bandas — conta o empresário da banda, Nildomar Oliveira Dias.

A Cavalinho anima o público amanhã às 23h30min no Setor 1.


voXXclub foi uma das sensações do início de Oktober

As bandas locais que construíram a trilha sonora da Oktoberfest são certeza de empolgação para o público. Mas uma das surpresas destes primeiros dias da 33ª edição da festa foi a empolgação dos visitantes com a banda voXXclub. Conhecidos pelo vídeo de sucesso na internet “Rock Mi”, os músicos se sentiram em casa na Oktober de Blumenau. E não foi diferente com o público, que se rendeu às coreografias e lotou os espaços em que o grupo se apresentou até sábado. Nesse dia, eles cantaram “Hallo, Blumenau” ao lado da Banda do Barril. Hoje, às 19h, no Setor 2, o destaque internacional fica para a banda Musik Ministerium, da Áustria.


Programação musical

Terça-feira

Setor 1
18h – Abertura – som mecânico
19h – Adler’s Band
21h15min – Apresentação folclórica
21h30min – Concurso Fritz e Frida
22h – Banda do Caneco
0h – Vox 3
2h30min – Herr Schmitt
5h – Encerramento

Setor 2
18h – Abertura – som mecânico
19h – Musik Ministerium (Áustria)
21h30min – Apresentação folclórica
21h45min – Chope em metro
22h15min – Banda do Barril
0h30min – Banda Champagne
2h45min – Orquestra Continental
5h – Encerramento

Setor 3
18h – Abertura – som mecânico
19h – Banda Musical Germânica
21h30min – Apresentação folclórica
21h45min – Orquestra Continental
0h – Banda Cruzeiro
2h30min – Banda Bavária
5h – Encerramento

Biergarten
11h – Abertura – som mecânico
12h – Grupo Musical Ritmos e Tradições
15h – Rigo’s Stern
17h30min – Choppmotorrad
20h30min – Apresentação folclórica
20h45min – Banda XV
23h45min – Banda Estrela de Ouro
2h30min – Blumenau Band Show
5h – Encerramento


Quarta-feira

Setor 1
11h – Abertura – som mecânico
12h – Orchestra Catarinense
14h45min – Apresentação folclórica
15h – Alpen Musikanten
18h – Apresentação folclórica
18h15min – Os Bávaros
20h45min – Apresentação folclórica
21h – Lino Orquestra
23h30min – Banda Cavalinho
2h – Encerramento

Setor 2
11h – Abertura
12h – Freuden Musikanten
15h – Apresentação folclórica
15h15min – Banda Estrela de Ouro
18h15min – Apresentação folclórica
18h30min – Banda Mensagem
21h30min – Apresentação folclórica
21h45min – Chope em metro
22h15min – Orquestra Continental
0h – Banda do Barril
2h – Encerramento

Setor 3
11h – Abertura – som mecânico
12h – Grupo Musical Ritmos e Tradições
14h30min – Apresentação folclórica
14h45min – Banda Coração de Ouro
17h45min – Apresentação folclórica
18h – Banda Musical Germânica
20h45min – Apresentação folclórica
21h – Banda Diversom
23h30min – Banda Bavária
2h – Encerramento

Biergarten
11h – Abertura – som mecânico
12h – Hausmusikanten
14h30min – Apresentação folclórica
14h45min – Trio Edelweiss
17h45min – Apresentação folclórica
18h – Choppmotorrad
20h45min – Apresentação folclórica
21h – Blumenau Band Show
23h45min – Banda Cruzeiro
2h – Encerramento

JORNAL DE SANTA CATARINA - Blumenau

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: a Chapecoense é uma unanimidade https://t.co/w9WYf5SyKn #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguirá calar a Justiça", reage Cármen Lúcia https://t.co/JZDSmNAMoY #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros