Doze civis são mortos após ataques em Aleppo, na Síria - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Conflito17/10/2016 | 07h37Atualizada em 17/10/2016 | 07h43

Doze civis são mortos após ataques em Aleppo, na Síria

Pelo menos cinco crianças estão entre as vítimas, conforme o Observatório Sírio dos Direitos Humanos

Doze civis são mortos após ataques em Aleppo, na Síria KARAM AL-MASRI  / AFP/AFP
Foto: KARAM AL-MASRI / AFP / AFP
AFP
AFP

Ao menos 12 civis morreram, nesta segunda-feira, durante bombardeios aéreos em Aleppo, elevando para 45 o número de mortos na cidade do norte da Síria em um intervalo de 24 horas. A informação foi divulgada pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Cinco crianças estão entre os mortos no bairro de Marje, na zona leste de Aleppo, controlada pelos rebeldes, e dezenas de pessoas ficaram feridas ou permanecem sob os escombros, de acordo com a ONG.

Como segunda maior cidade da Síria e um ponto importante do conflito, Aleppo está dividida desde 2012 entre os bairros do leste controlados pelos opositores ao presidente Bashar al-Assad e os bairros da zona oeste controlados pelo regime.

Leia mais
Naufrágio em Myanmar deixa 14 mortos e dezenas de desaparecidos
Terremoto de 6,9 graus abala Papua-Nova Guiné, na Oceania

As forças sírias e a aliada Rússia submetem os bairros rebeldes e os quase 250 mil habitantes a uma chuva de bombardeios aéreos desde 22 de setembro. 

Nas últimas 24 horas, o bombardeio mais violento aconteceu durante a noite no bairro rebelde de Qaterji, onde ataques russos deixaram 17 mortos, de acordo com o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahmane.

Um correspondente da AFP nos bairros da zona leste da cidade observou nesta segunda-feira um grupo de emergência trabalhando nos escombros em busca de cerca de 20 pessoas desaparecidas. Um dos voluntários afirmou que o grupo teve que interromper os trabalhos em vários momentos pelo temor de novos ataques aéreos.

A guerra da Síria já deixou 300 mil mortos desde seu início, em março de 2011, após a violenta repressão das manifestações pró-democracia realizada pelo regime.


 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: a Chapecoense é uma unanimidade https://t.co/w9WYf5SyKn #LeiaNoSantahá 2 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguirá calar a Justiça", reage Cármen Lúcia https://t.co/JZDSmNAMoY #LeiaNoSantahá 2 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros