Homem é flagrado transportando sete serpentes exóticas dentro de mala em Santa Catarina - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Crime ambiental08/10/2016 | 08h18Atualizada em 08/10/2016 | 08h26

Homem é flagrado transportando sete serpentes exóticas dentro de mala em Santa Catarina

Animais seriam transportados de Uruguaiana a São Paulo. Ocorrência foi registrada por volta das 23h50min, no km 1 da BR-116

Homem é flagrado transportando sete serpentes exóticas dentro de mala em Santa Catarina Polícia Rodoviária Federal em Mafra/Divulgação
Sete espécies foram encontradas dentro de uma mala e encaminhadas para a UnC Foto: Polícia Rodoviária Federal em Mafra / Divulgação

Ao fazer uma abordagem policial de rotina na noite desta sexta-feira, em Mafra, no Planalto Norte de SC, a Polícia Rodoviária Federal foi surpreendida por uma bagagem peculiar. Dentro de meias em uma mala, sete serpentes exóticas eram transportadas desde Uruguaiana, na fronteira do Rio Grande do Sul com Argentina, com destino a São Paulo. Também foram localizadas notas fiscais que mostram que as cobras foram compradas na Argentina por cerca de R$ 8 mil. 

O passageiro do veículo, com placas de São Paulo, de 30 anos relatou ser o proprietário das espécies e responderá por crime ambiental. Ele e o motorista foram multados em R$ 3,4 mil cada. 

Ocorrência foi registrada por volta das 23h50min, no km 1 da BR-116. Eram transportadas três pítons e quatro molurus (conhecidas como pítons albinas), porém proprietário não tinha licença ou autorização do órgão ambiental competente. Ocorrência foi encaminhada à Polícia Ambiental de Canoinhas em virtude de crime ambiental, que pode ser configurado até mesmo como tráfico internacional de espécies exóticas. 

Cobras estavam dentro de meias Foto: Polícia Rodoviária Federal em Mafra / Divulgação

Os animais foram levados à Universidade do Contestado (UnC) em Canoinhas, depois seguem para um centro de recuperação do Ibama. O proprietário dos animais assinou um termo circunstanciado lavrado e foi liberado. 

Segundo a Lei Federal de Crimes Ambientais 9.605/98, introduzir espécime animal no país, sem parecer técnico oficial favorável e licença expedida por autoridade competente, pode levar à detenção, de três meses a um ano, e multa.

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense




 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: a Chapecoense é uma unanimidade https://t.co/w9WYf5SyKn #LeiaNoSantahá 6 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguirá calar a Justiça", reage Cármen Lúcia https://t.co/JZDSmNAMoY #LeiaNoSantahá 6 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros