Pancho: Governo do Estado avalia ocupação de prédio na Rua Itajaí pelas polícias Civil e Militar - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Cidade17/10/2016 | 07h58Atualizada em 17/10/2016 | 07h58

Pancho: Governo do Estado avalia ocupação de prédio na Rua Itajaí pelas polícias Civil e Militar

Antigo Centro de Saúde virou ponto de drogadição e prostituição

Pancho: Governo do Estado avalia ocupação de prédio na Rua Itajaí pelas polícias Civil e Militar Pancho / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Pancho / Agência RBS / Agência RBS
pancho

  • O governo do Estado retirou da lista de imóveis que serão vendidos o prédio da Rua Itajaí que abrigou o Centro da Saúde Dr. Aberlardo Vianna. Isso porque há duas ótimas possibilidades de ocupação. Ótimas para os possíveis ¿moradores¿ e para a comunidade.

    ::: Leia mais informações do colunista Pancho :::

    Uma das pretendentes é a Polícia Civil. O delegado regional Rodrigo Marchetti pediu o imóvel para instalar no local a Central de Polícia, que hoje atende no Garcia. Facilitaria o acesso à comunidade e o deslocamento dos próprios servidores da corporação. Falta conseguir dinheiro para a reforma ou construção de uma nova edificação. Sim, o imóvel, pelo que consta nos registros acessíveis pela internet, não é tombado pelo município e nem pelo Estado.

    A outra pretendente é a Polícia Militar. A ideia do comandante do 10º Batalhão da PM, tenente-coronel Jefferson Schmidt, é instalar no local um centro de capacitação para atender policiais de todo o Estado. O imóvel também serviria para sediar o Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT), a Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) e o canil do batalhão.

    Segundo as polícias, o local, abandonado há dois anos, se transformou em um foco de ocorrências indesejadas pela comunidade, como drogadição e prostituição. A ocupação acabaria com o problema e garantiria mais segurança a regiões que hoje não têm a presença do Estado.

    As duas possibilidades estão na mão do secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), Emerson Antunes. Segundo ele, a polícia que conseguir viabilizar a ocupação com maior velocidade provavelmente será a contemplada. Seja qual for o destino, estará em boas mãos. Fica aqui o apelo para tentar manter a edificação que, apesar de não ser tombada, é parte da nossa história.


 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: a Chapecoense é uma unanimidade https://t.co/w9WYf5SyKn #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguirá calar a Justiça", reage Cármen Lúcia https://t.co/JZDSmNAMoY #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros