Estado Islâmico pode recorrer a carros-bomba, adverte Europol - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Terrorismo02/12/2016 | 07h42Atualizada em 02/12/2016 | 07h46

Estado Islâmico pode recorrer a carros-bomba, adverte Europol

Agência policial europeia revela preocupação com a possibilidade da Líbia virar a segunda base de operações do EI

Estado Islâmico pode recorrer a carros-bomba, adverte Europol LEX VAN LIESHOUT/ANP / AFP
Foto: LEX VAN LIESHOUT / ANP / AFP
AFP
AFP

As redes extremistas como o grupo Estado Islâmico (EI) estão mudando de táticas e poderiam recorrer a carros-bomba para atacar alvos frágeis na Europa, advertiu a Europol, em relatório publicado em Haia.

Até o momento, os ataques jihadistas contra países europeus não utilizaram "artefatos explosivos improvisados, de fabricação caseira, comercial ou militar, colocados em veículos", como na Síria ou Iraque, indica a agência policial europeia.

Leia mais
Acidente de ônibus mata 18 pessoas na China
Trump anuncia general James Mattis como secretário de Defesa
Mercosul suspende Venezuela por descumprir acordos

A Europol acrescenta que, "pelo fato de que o 'modus operandi' usado no Oriente Médio tende a ser copiado por terroristas que operam na Europa, é concebível que em determinado ponto os grupos extremistas usem estes meios".

O grupo, responsável pelos ataques em Paris no ano passado e em Bruxelas em março pretendia utilizar este tipo de artefato, mas medidas da polícia forçaram uma mudança de planos, afirma o documento. Em novembro de 2015, os extremistas mataram 130 pessoas em Paris. Em março, 32 morreram em Bruxelas.

O relatório de 14 páginas é uma atualização dos métodos e táticas usadas pelo EI. O texto adverte para a preocupação dos especialistas com a possibilidade da Líbia virar a segunda base de operações do Estado Islâmico — depois da Síria —, para atacar a Europa e o norte da África. Desde a rebelião que derrubou o ditador Muamar Khadafi há cinco anos, o país enfrenta o caos político e a violência.

"Os especialistas consideram que o EI começará a planejar e enviar ataques a partir da Líbia se completar a atual etapa na qual se encontra, assumindo o controle de território e enfrentando inimigos locais."

As forças de segurança europeias prenderam 667 suspeitos de atividades jihadistas em 2015, afirma o documento.


 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: a Chapecoense é uma unanimidade https://t.co/w9WYf5SyKn #LeiaNoSantahá 6 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguirá calar a Justiça", reage Cármen Lúcia https://t.co/JZDSmNAMoY #LeiaNoSantahá 6 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros