Geração de valor futuro - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Joinville que Queremos01/12/2016 | 07h03

Geração de valor futuro

Geração de valor futuro Divulgação/Sustentare
"O recurso que diferenciará uma empresa é o entendimento sobre o que motiva o amanhã. Este norte ajuda as organizações a conceberem oportunidades para atender ao mercado", diz Egger Foto: Divulgação / Sustentare

A década de 1960 foi um período em que a sociedade iniciou profundas mudanças. A sociedade se livrou do “certo” e procurou um novo sentido de valor. Organizações e instituições governamentais foram confrontadas com incertezas. A insegurança em entender os clientes levou à criação de novas formas de gestão e à institucionalização do planejamento estratégico. O foco era entender a sociedade e influenciar o hábito de consumo, tornando a gestão mais planejável.

Confira a página especial do projeto Joinville que Queremos.

Nos últimos anos, isso não foi diferente. Os indivíduos estão novamente à procura de novos valores. O aumento da transparência, a liberdade criativa e a hiperconectividade desafiam as estruturas. Organizações tentam compensar com novas formas de gestão e criatividade. O desafio, porém, é mais profundo. A maioria desses processos foi adaptada pelas organizações para atender às mudanças já iniciadas. Essa geração de soluções raramente foca em atender ao futuro. O grande limitador é, por definição, que ele é complexo. Quando a inovação e o planejamento estratégico trabalham no ambiente simples ou complicado, qualquer futuro é parcialmente conhecido. Começa aí o dilema.

Para Henry Mintzberg, as organizações precisam evitar a busca por uma resposta certa e sugere que executivos devam usar o sistema complexo para gerar uma melhor compreensão da realidade. David J. Snowden complementa que não se pode trabalhar com a premissa fundamental de que existe um nível de previsibilidade e ordem no mundo. Essa suposição leva a simplificações que são úteis em condições complicadas ou simples. As circunstâncias mudam, no entanto, na medida em que elas se tornam mais complexas e as simplificações podem falhar. As organizações entendem esta necessidade, mas têm dificuldades para tornar o desejo realidade. O desafio está no equilíbrio entre a execução de objetivos estratégicos com recursos limitados e a geração de valor futuro.

Deveríamos evitar a projeção “ex” antes de valores e crenças do presente. A sociedade criará a própria “alma da sociedade”. O recurso que diferenciará uma empresa é o entendimento sobre o que motiva o amanhã. Este norte ajuda as organizações a conceberem oportunidades para atender ao mercado não existente e reduzir o impacto de possíveis riscos. Assim, os executivos podem transformar a visão organizacional em uma geração de valor futuro. As organizações que conseguirem integrar o pensamento de foresights e insights na prática serão as grandes influenciadoras do futuro.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Joinville que Queremos 24/11/2016 | 07h11

Empreendedores de Joinville mostram que com pouco dá para ir longe

Eles ensinam que coragem e criatividade podem ser o passaporte para se alcançar o sucesso

Joinville que Queremos 17/11/2016 | 10h44

Inovação está no centro das discussões empresariais de Joinville

O tema desta etapa do projeto Joinville que Queremos vai mostrar saídas para melhorar a cidade e olhar os problemas sob outra ótica

Joinville que Queremos 12/08/2016 | 08h49

Programa em Joinville oferece aulas gratuitas para pessoas com deficiência

Natação na Univille atende à comunidade em espaço para inclusão

Joinville que Queremos 09/08/2016 | 13h36

Projeto social no Jardim Paraíso em Joinville usa o esporte para fortalecer a cidadania

Mais de 50 crianças e adolescentes fazem parte do Projeto Leões de Judá

Joinville que Queremos 08/08/2016 | 08h04

Programas sociais em Joinville formam cidadãos por meio do esporte

Conheça os projetos que ensinam atividade esportiva e cidadania para jovens em situação de vulnerabilidade social. A segunda etapa do Joinville que Queremos vai apresentar histórias inspiradoras sobre o tema até o dia

Joinville que Queremos 18/06/2016 | 07h01

Entenda como Joinville se prepara para receber os recém-nascidos e dá suporte às grávidas atendidas na rede pública

No ECA, há um capítulo inteiro sobre a vida e a saúde como direitos fundamentais

OPINIÃO 17/06/2016 | 09h30

Direitos e Deveres

Sérgio Ricardo Joesting, promotor de justiça da infância e juventude fala sobre o ECA; para ele, a crise não é somente econômica ou política, é de falta de respeito

Joinville que Queremos 17/06/2016 | 09h01

Livro reúne relatos sobre aplicação do ECA no Norte de Santa Catarina

A publicação, com 270 páginas, faz um resgate histórico inédito no Brasil

Tema em discussão 16/06/2016 | 07h03

Joinville que Queremos: o que as crianças sabem sobre seus direitos

Desde cedo, as escolas ensinam, em sala de aula, sobre os direitos da criança e do adolescente. Como você encara o assunto? Durante 12 dias, o “AN” terá reportagens especiais sobre o tema

 
 
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros