Santa Catarina tem a maior expectativa de vida, segundo o IBGE - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Longevidade01/12/2016 | 14h39Atualizada em 01/12/2016 | 14h42

Santa Catarina tem a maior expectativa de vida, segundo o IBGE

Estado também tem a mais elevada esperança de vida tanto para os homens quanto para as mulheres 

Santa Catarina tem a maior expectativa de vida, segundo o IBGE Andréa Graiz/Agencia RBS
Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Santa Catarina tem a maior expectativa de vida ao nascer para ambos os sexos, de 78,7 anos. O Estado também tem a mais elevada esperança de vida tanto para os homens (75,4 anos) quanto para as mulheres (82,1 anos). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (1), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nas Tábuas Completas de Mortalidade do Brasil de 2015.

Em seguida, está o Espírito Santo (77,9) e Distrito Federal (77,8). No outro extremo da lista está o Maranhão, que teve a menor expectativa de vida ao nascer, de 70,3 anos. Confira a tabela:

Foto: Reprodução/IBGE

A mais baixa esperança de vida para os homens foi a de Alagoas, de 66,5 anos, enquanto Roraima teve a menor expectativa de vida para as mulheres, de 74,0 anos. A maior diferença entre as expectativas de vida de homens e mulheres foi registrada em Alagoas, onde elas vivem 9,5 anos a mais do que os homens.

Os homens conseguiram aumentar mais a sua expectativa de vida do que as mulheres em 2015, mas ainda vivem sete anos a menos do que elas. No geral, a esperança de vida ao nascer no Brasil alcançou 75 anos, 5 meses e 26 dias, um aumento de 3 meses e 14 dias em relação a 2014 (75,2 anos). 

Os dados apresentam as expectativas de vida às idades exatas até os 80 anos, trazendo informações por sexo e localidades. A Tábua de Mortalidade é usada como um dos parâmetros para determinar o fator previdenciário, no cálculo das aposentadorias do Regime Geral de Previdência Social.

Leia mais:

Santa Catarina chega a 6,9 milhões de habitantes, segundo IBGE

Em 40 anos, população idosa vai triplicar no Brasil, aponta IBGE

Brasil já tem 206 milhões de habitantes, aponta IBGE 


 
 
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros