EUA colocam filho de Bin Laden na lista terrorista - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Al-Qaeda05/01/2017 | 13h47Atualizada em 05/01/2017 | 14h14

EUA colocam filho de Bin Laden na lista terrorista

Jovem ameaçou o país e seus cidadãos em uma transmissão de áudio em julho, conforme a diplomacia americana

EUA colocam filho de Bin Laden na lista terrorista SITE Intelligence Group/AFP
Osama Bin Laden foi morto em 2011 Foto: SITE Intelligence Group / AFP
AFP
AFP

Os Estados Unidos incluíram, nesta quinta-feira, em sua lista negra de "terroristas internacionais" o filho do falecido líder da Al-Qaeda Osama Bin Laden, Hamza Bin Laden.

A designação pelo departamento de Estado de Hamza bin Laden como "terrorista internacional" baseia-se no fato de que a Al-Qaeda havia anunciado em agosto de 2015 que o jovem fazia parte do grupo extremista e que ele tinha ameaçado os Estados Unidos e seus cidadãos em uma transmissão de áudio em julho, segundo um comunicado da diplomacia americana.

Leia mais
Governo alemão quer reorganizar segurança após atentado em Berlim 
Atentado suicida deixa mais de 30 mortos em Bagdá
O que se sabe sobre o atentado contra a discoteca em Istambul

O processo administrativo americano prevê sanções financeiras e jurídicas contra estrangeiros "que cometeram atos terroristas, ou que representam um sério risco", segundo o departamento de Estado.

Em consequência, todos os potenciais ativos, bens e contas em nome de Hamza Bin Laden nos Estados Unidos passam a ser congelados e nenhum americano tem o direito de negociar com ele.

De acordo com a diplomacia americana, o filho de Osama Bin Laden incentivou em 2015 ataques contra "interesses americanos, franceses e israelenses em Washington, Paris e Tel Aviv" e pediu em 2016 para que as "tribos na Arábia Saudita se unissem à Al-Qaeda no Iêmen para fazer a guerra contra o reino saudita".

Ansioso para se tornar um radical, Hamza Bin Laden escreveu a seu pai, escondido no Paquistão antes de ser morto por soldados americanos em maio de 2011, para garantir a sua vontade de aderir à luta, de acordo com documentos desclassificados da CIA e consultados pela AFP em maio de 2015.

Hamza, que agora teria cerca de vinte anos, era o filho favorito de Osama Bin Laden, que queria torná-lo seu herdeiro à frente da Al-Qaeda.

Leia as últimas notícias de Mundo

*AFP

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCidades catarinenses registram deslizamentos e alagamentos  https://t.co/FCI4ONf1nC #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCidades catarinesnes registram deslizamentos e alagamentos  https://t.co/VA5u0kQtZp #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros