Praia de Canasvieiras tem três pontos impróprios, segundo Fatma - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Balneabilidade05/01/2017 | 13h54Atualizada em 05/01/2017 | 16h55

Praia de Canasvieiras tem três pontos impróprios, segundo Fatma

Locais ficam longe do rio do Braz, responsável pela poluição no mar na última temporada

Praia de Canasvieiras tem três pontos impróprios, segundo Fatma Cristiano Estrela/Agencia RBS
Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS

Motivo de uma verdadeira força-tarefa movida pelos órgãos de meio ambiente, a praia de Canasvieras, em Florianópolis, teve no primeiro relatório de balneabilidade de 2017 da Fundação do Meio Ambiente (Fatma) três pontos impróprios para banho. Conforme o documento divulgado na manhã desta quinta-feira, o índice representa 33% da área analisada.

Das amostras retiradas ao longo de oito pontos da praia, o locais que tiveram índice de poluição acima do aceito pela Fatma estão em frente à Rua das Flores (ponto 20), na Rua Heitor Bitencourt (ponto 55), e próximo à Rua Acarí Margarida (ponto 59). Essas áreas, segundo o órgão, ficam longe do ponto do rio do Braz, responsável pela poluição no mar na última temporada e o afastamento de turistas no norte da Ilha. 

Segundo a Fatma, desses três lugares, somente um (ponto 20) foi sinalizado como impróprio para banho pela primeira vez. Em 2016, além desses pontos, o local próximo ao rio também teve contaminação em quatro análises de janeiro. 

Ações contra a poluição do rio do Braz

Para tentar evitar a situação que se viu no ano passado em Florianópolis, ao longo de 2016 o Ministério Público Federal (MPF) interferiu nas ações da prefeitura e Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), obrigando os órgãos a tomarem medidas para conter a poluição no local. 

Com isso, além das limpezas periódicas que agora acontecem no rio, a Casan instalou um bomba flutuante para tratar cerca de 605 mil litros de água por dia. Ainda, uma nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) foi construída no bairro.

Conforme o comunicado da Companhia nesta manhã, a redução do número de praias próprias para banho aconteceu pelo aumento das chuvas. 

Na Capital, dos 75 pontos examinados, 51 (32%) estão próprios e 24 (68%) impróprios. Já em todo o Estado, 71 (de 214) apresentaram índice de poluição, o que representa 66,8%.

— As chuvas de verão que têm ocorrido quase todos os dias influenciam no aumento de pontos impróprios, mas em relação às análises do mesmo período do ano passado, há uma melhora, principalmente em Florianópolis —  disse técnico de Laboratório Marlon Daniel da Silva.

Navegue no mapa abaixo e veja a condição das praias de SC, segundo a Fatma:

Leia mais notícias:
Casan instala bomba para tratamento de água no Rio do Braz
Começa o planejamento da temporada de verão em Florianópolis

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaTempestade causa estragos e uma morte em Itajaí na madrugada https://t.co/UiGnTcq9yZ #LeiaNoSantahá 1 minutoRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaComissão do Senado vota abuso de autoridade nesta quarta-feira; veja os principais pontos do projeto https://t.co/11WUCLeTIh #LeiaNoSantahá 3 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros