Atropelamento deixa duas meninas mortas em Caçador, no Meio-Oeste - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

SC-35012/02/2017 | 22h20Atualizada em 13/02/2017 | 18h08

Atropelamento deixa duas meninas mortas em Caçador, no Meio-Oeste

Motorista do Fiat Uno fugiu sem prestar socorro e foi abordado pela PRF

darci debona

Serão enterradas no final da tarde desta segunda-feira as duas meninas vítimas de atropelamento ocorrido no final da tarde de domingo, na SC 350,  Caçador, no Meio-Oeste do Estado. Elas andavam com familiares pela rodovia quando foram atingidas por um Fiat Uno placas de Caçador, por volta das 19h30.

Andrieli Haro, de 11 anos, e Eduarda de Lima, de três anos, morreram no local. Andrieli está sendo velada no distrito de Taquara, Verde, onde foi o acidente, e será enterrada às 18h no cemitério local. Eduarda está sendo velada na capela mortuária de Caçador e será enterrada às 17h, no cemitério municipal.

A mãe de Eduarda, Jocena Cordeiro, de 24 anos, também foi atingida pelo veículo e está internada em estado grave no hospital Maicè. De acordo com os bombeiros de Caçador, que atenderam a ocorrência, ela teve politraumatismo e está grávida de dois meses. 

Havia mais uma mulher com o grupo que sofreu o acidente, que seria familiar das vítimas, mas que não foi atingida. De acordo com o delegado da Polícia Civil Rafael Rampinelli, que atendeu o caso, ela estaria com mais uma criança de colo e a jogou para fora da rodovia para salvá-la.

O delegado solicitou ao Instituto Geral de Perícias que identificasse o local exato do atropelamento, para saber se foi na pista ou no acostamento. Rampinelli disse que há um pequeno espaço de acostamento local. A vítima que sobreviveu e não está hospitalizada afirmou que todas estavam fora da pista, andando em fila indiana, quando surgiu o veículo e as atingiu fora da pista.

Já o motorista, um homem de 37 anos, alegou que o local do impacto era uma curva, estava escurecendo e as vítimas estavam atravessando a pista. Ele não prestou socorro e fugiu do local. Ele falou para o delegado que ficou com medo de ser agredido. Conforme polícia, duas horas depois ele foi capturado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) quando acessou a BR-153. Nesse interím populares também o havia barrado e inclusive ele teria sido agredido.

Foto: Jornal do Almoço / Corte/Frame

O condutor do veículo foi submetido ao teste do bafômetro e apresentou 0,31 miligramas por litro, quando o limite é 0,30. Mas, segundo o delegado, como há um margem de erro para o equipamento não dá para afirmar se ele será indiciado por embriaguez. Mas ele já foi preso em flagrante pelo duplo homicídio e lesão corporal e encaminhado para o presídio de Caçador.

Leia mais notícias:
Motociclista morre em acidente na BR-282, no Oeste de SC
Fissura causa interdição da BR-101, no Norte de Santa Catarina

Jornal de Santa Catarina
Busca