Santa Catarina tem três novos casos suspeitos de febre amarela - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Em investigação13/02/2017 | 18h44Atualizada em 13/02/2017 | 18h44

Santa Catarina tem três novos casos suspeitos de febre amarela

De 1º de janeiro até esta segunda-feira, dos sete casos em investigação, cinco já foram descartados

Santa Catarina tem três novos casos suspeitos de febre amarela Maykon Lammerhirt/Agencia RBS
Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Em uma semana, Santa Catarina registrou três novos casos suspeitos de febre amarela. O novo boletim divulgado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) do Estado, informa que desde 1º de janeiro sete casos foram investigados por meio de exames laboratoriais e cinco já foram descartados. 

Dois ainda seguem em análise e aguardam os resultados dos exames. São pacientes que viajaram recentemente para Goiás e Mato Grosso do Sul, Estados considerados críticos para o controle da doença. 

Os exames são realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, laboratório de referência em febre amarela para Santa Catarina. Os resultados podem levar até 20 dias para serem liberados. Santa Catarina não registra casos de febre amarela em humanos desde 1966. 

Procura pela vacina cresce 10% no Estado

Dados preliminares indicam que 11.552 doses da vacina foram aplicadas em Santa Catarina em janeiro de 2017, contra um total de 10.442 doses aplicadas no mesmo período de 2016. Isso representa um aumento de 10,6%. Em todo o ano passado, a rede pública de saúde de Santa Catarina aplicou 127.322 doses da vacina.

Com a proximidade do feriadão de Carnaval, a Secretaria de Estado da Saúde alerta para a vacinação de pessoas que planejam visitar algum município que integre as Áreas com Recomendação de Vacina (ACVR) – veja abaixo a lista completa das cidades – e ainda não foi imunizado contra a febre amarela.

Os interessados devem se dirigir a uma unidade de saúde pelo menos 10 dias antes da viagem, período suficiente para gerar anticorpos, segundo Eduardo Macário, diretor de Vigilância Epidemiológica da secretaria. Quem tomou a primeira dose há menos de 10 anos não precisa adiantar o reforço.

Em Santa Catarina, 162 municípios integram as Áreas com Recomendação. Conforme Macário, nesses locais toda a população residente é orientada a se vacinar contra a febre amarela. 

Mapa mostra em verde as cidades que compõem as Áreas com Recomendação de Vacina em Santa Catarina Foto: Reprodução / Dive SC

A vacinação de rotina é oferecida em 19 Estados com recomendação para imunização. Devido ao aumento no número de casos da doença, também foram incluídas as regiões leste de Minas Gerais, oeste do Espírito Santo e oeste da Bahia, além do noroeste do Rio de Janeiro, que está localizado na divisa com áreas que têm registros de casos. 

De acordo com o Ministério da Saúde, até esta segunda-feira foram confirmados 234 casos de febre amarela. De 1.214 casos suspeitos, 877 permanecem em investigação e 103 foram descartados. Dos 189 óbitos notificados, 79 foram confirmados, 107 ainda são investigados e 3 foram descartados. Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Bahia, Rio Grande do Norte e Tocantins têm casos em investigação.


Leia também:
Febre amarela: o que você precisa saber sobre a doença 

SC recebe 90 mil doses da vacina contra febre amarela

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPara ler e ouvir: "Ouça este livro" reúne 20 coletâneas e histórias inusitadas da música pop https://t.co/ZK6mXLtcgw #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaExames do SUS serão agendados nos postos de saúde em Blumenau https://t.co/SbVtcoInZT #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros