Jovem perde celular em Uber e é chantageada para ter aparelho de volta em Joinville - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Segurança19/03/2017 | 19h48

Jovem perde celular em Uber e é chantageada para ter aparelho de volta em Joinville

Motorista teria pedido fotos nuas da vítima durante 30 dias

Jovem perde celular em Uber e é chantageada para ter aparelho de volta em Joinville Maykon Lammerhirt/Agencia RBS
Empresa que opera em Joinville desde dezembro diz que motorista foi suspenso até o fim das investigações Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

A Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Joinville recebeu no início da semana passada a informação de que uma jovem teria sido chantageada por um motorista do serviço de transporte Uber. Segundo a delegada Geórgia Marrianny Gonçalves Bastos, a jovem relatou que perdeu o celular no domingo (12) à noite, durante uma corrida. Ela registrou um boletim de ocorrência pela perda do aparelho.

Leia as útlimas notícias

Já no dia seguinte, a vítima observou que alguém estava conversando com seus contatos por meio dos aplicativos do smartphone. A jovem diz que foi chantageada quando pediu que a pessoa que usava suas redes devolvesse o aparelho. A exigência era de que a moça enviasse fotos suas nua para o celular que seria do motorista durante 30 dias. A jovem então voltou para a DPCAMI e registrou um novo BO.
Após investigação da Polícia Civil, foi identificado o motorista e localizado com ele o celular da vítima. Ele foi conduzido à Central de Polícia, onde prestou depoimento sobre o ocorrido e foi liberado.

– Ele foi conduzido apenas para prestar depoimento. O crime de constrangimento ilegal não permite prisão em flagrante – comentou.

Em depoimento, o suspeito alegou que o seu veículo foi utilizado por um colega no dia do ocorrido e teria sido ele que fez a chantagem e utilizado o aparelho da jovem.

– O investigado declarou que emprestou o carro para um amigo. O celular estaria guardado dentro do porta-luvas, esperando para ser entregue à garota. Segundo o suspeito, este outro homem é que teria coagido a jovem. A esposa do primeiro suspeito alegou em depoimento a mesma situação – completa.

De acordo com a delegada, o homem ainda teria dito que o amigo não tinha cadastro no Uber, mas também fazia algumas corridas com o seu carro. Este segundo investigado já foi intimado a comparecer para prestar depoimento à Polícia Civil, o que deve ocorrer na próxima semana.

O que diz o Uber
Em nota, a empresa Uber afirmou que “o motorista parceiro já foi suspenso até o fim das investigações. O Uber sempre colabora com as autoridades, nos termos da lei”. Sobre a situação de um terceiro utilizar o aplicativo sem ser cadastrado, a empresa não quis se pronunciar oficialmente até que sejam apuradas as investigações.

JOINVILLE

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCorreios afirmam que greve não afeta maioria dos serviços https://t.co/4VzVyjlohc #LeiaNoSantahá 13 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCorreios afirmam que greve não afeta maioria dos dos serviços https://t.co/bDSkg4iyHP #LeiaNoSantahá 33 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros