Farra do boi: Tradição não pode justificar a crueldade - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Opinião14/04/2017 | 16h46Atualizada em 14/04/2017 | 16h46

Farra do boi: Tradição não pode justificar a crueldade

Proibição completa 10 anos em Santa Catarina

Até que ponto os costumes podem justificar a crueldade? Este ano a proibição da farra do boi completa uma década em Santa Catarina, mas os flagrantes continuam acontecendo _ como o que foi registrado pela Polícia Militar nesta sexta-feira em Porto Belo.

A proibição veio após inúmeros apelos de entidades protetoras dos animais, não por acaso. Há diferentes maneiras de fazer a farra do boi entre as comunidades litorâneas, e a maioria delas inclui deixar o animal passar fome e sede dias antes de ser solto, assustado e desesperado, para sofrer agressões que podem levar até três dias. E que só terminam com a morte.

É difícil compreender o que transforma cidadãos em algozes do dia para a noite. O que faz alguém perseguir e maltratar um animal indefeso em nome de uma tradição. Questionar e abandonar costumes que já não fazem mais sentido é sinal de que a humanidade progride. 

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEncontro das Divas: Rogéria e Nany People se apresentam nos palcos de Itajaí e Florianópolis  https://t.co/x8XqAFwJvU #LeiaNoSantahá 16 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaWhirlpool e Embraco de Joinville apostam na inovação como diferencial https://t.co/45P7eAMvuv #LeiaNoSantahá 23 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros