Napoleão Bernardes: "A verdade vai demonstrar que a retidão sempre esteve ao nosso lado" - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Entrevista11/04/2017 | 18h48Atualizada em 11/04/2017 | 19h04

Napoleão Bernardes: "A verdade vai demonstrar que a retidão sempre esteve ao nosso lado"

Prefeito de Blumenau fala sobre inclusão do seu nome entre os investigados pela Operação Lava-Jato

Napoleão Bernardes: "A verdade vai demonstrar que a retidão sempre esteve ao nosso lado" Michele Lamin/Divulgação
Foto: Michele Lamin / Divulgação

Cerca de uma hora depois da divulgação da lista de inquéritos abertos pelo ministro Edson Fachin, o prefeito Napoleão Bernardes (PSDB) conversou com a reportagem do Santa sobre a inclusão do nome na relação de abertura de inquéritos autorizada pelo STF.

Ele disse receber com perplexidade a notícia e citou a negociação em que a Odebrecht Ambiental solicitou revisão do equilíbrio econômico-financeiro do contrato para a operação em Blumenau, quando teria solicitado uma auditoria para rever valores que anteriormente já haviam sido reconhecidos pela Prefeitura de Blumenau. Confira abaixo o que disse o prefeito:

Como o senhor recebeu a inclusão do seu nome na Lista de Fachin?
Recebo com absoluta perplexidade. Um misto de surpresa por um lado, indignação por outro, porque sou absolutamente inocente e tenho a mais absoluta consciência em relação à retidão da minha ação como agente público. Já disputei seis eleições, seis eleições com contas aprovadas pela Justiça Eleitoral, nunca me envolvi em nenhuma de minhas eleições com questões relacionadas a doações eleitorais, e eleito prefeito, na primeira relação administrativa que tive com a Odebrecht, foi justamente me posicionar em favor da cidade, contrário aos interesses da Odebrecht. Justamente por cumprir minha missão e meu papel que é defender os interesses da cidade.

Então recebo com perplexidade, um misto de surpresa e indignação, e não há dúvida de que hoje sou o primeiro a desejar que essa investigação vá a fundo, até porque, como disse, tenho a consciência absolutamente tranquila. Meu governo, como toda a cidade sabe, é pautado pela ética, pela seriedade, por fazer a coisa certa, do jeito certo. Tenho um compromisso inalienável em relação à transparência, à seriedade e à credibilidade. Quero até entender, porque hoje é uma menção numa lista que nem fala o que houve. Nem sei quem disse e o que disse. Meu objetivo é que se vá a fundo nas investigações, até para que ao final tudo esteja devidamente comprovado. Minha postura 100% reta, lisa, ética, como tem sido pautada minha vida, e como a cidade sabe que tenho me portado. As primeiras informações são de que a lista com 108 alvos se pautou em depoimentos de pelo menos 40 dos 78 delatores da Odebrecht.

Qual é o peso que o senhor acha que isso dá para esse início de denúncia?
Como eu não tenho a mínima ideia do que se trata, a mínima noção do que é dito, não tenho condição nenhuma para avaliar. O que eu posso avaliar é a minha consciência. Estou absolutamente tranquilo em relação à minha consciência por saber, de toda minha vida pregressa de interesse público, de dedicação às pessoas. Blumenau me conhece, as pessoas daqui sabem da minha lisura, da minha honestidade, da minha retidão. É absolutamente injusto alguém com uma postura de vida pública tão ética e tão correta como a minha ter uma menção numa questão tão negativa como essa. Por isso recebo com perplexidade, indignação, surpresa, mas com certeza ávido para que o resultado final possa comprovar de fato a verdade. E que a verdade seja estabelecida. E a verdade vai demonstrar que a coerência da minha vida pública há de prevalecer.

Chama a atenção também a menção do nome do senador Dalírio Beber, que tem uma forte ligação com o senhor. Qual é a relação do senador Dalírio em período de eleições? O senhor imagina que possa haver uma relação entre os dois nos fatos a serem apurados pelo STF?

Não conheço os fatos, não faço ideia do que está mencionado. Posso assegurar o que a Justiça Eleitoral já disse, que participei de seis campanhas, as seis com contas totalmente aprovadas. Meu objetivo número um é que essa investigação de fato estabeleça a verdade, e a verdade vai demonstrar a vida ética, proba, limpa, de zelo pelo interesse público que eu sempre tive. Minha ação tem sido conforme minha postura. Porque como disse, na primeira oportunidade administrativa que tive num tema relacionado à Odebrecht, foi justamente no sentido de contrariar os interesses da Odebrecht para favorecer a cidade.

Apenas para deixar claro, o senador Dalírio tinha algum papel de captação de recursos para as campanhas ou era uma função mais política?
Nossa campanha de 2012 foi praticamente uma campanha caseira. Todo mundo ajudou o quanto pôde no sentido de buscar votos e apoio. Nunca tive nenhuma participação na relação de captação de recursos ou doação eleitoral. Meu papel em campanha é fazer campanha, divulgar nossas propostas. Mas não faço a mínima ideia de que relação isso possa ter.

Ao longo desses cinco anos do senhor na prefeitura houve alguma outra relação com a Odebrecht que o senhor imagine que possa ter suscitado a citação nas delações?
Zero. A Odebrecht tem uma relação contratual com a Prefeitura de Blumenau, contratada inclusive antes de eu me tornar prefeito. Na primeira oportunidade que tive foi justamente me posicionar contra os interesses da Odebrecht, em favor dos interesses da cidade, na revisão do equilíbrio econômico-financeiro. Minha postura em relação à Odebrecht, como em relação a todo e qualquer outro fornecedor da prefeitura, é uma relação profissional, ética e de zelo em relação ao interesse público.

Para finalizar, o senhor pretende tomar alguma providência jurídica ou irá aguardar?
É uma situação inclusive que parece fantasiosa, porque não faço a mínima ideia do que se trata, tenho o nome numa lista que não se sabe o que se disse, então eu vou buscar informações a esse respeito para avaliar que providências têm que ser tomadas. Mas espero que a Justiça prevaleça e a Justiça, nesse caso, é estabelecer a verdade e provar que alguém que tem uma vida pública tão dedicada ao interesse público como eu tenho, dediquei toda a minha vida a essa causa do interesse público, sempre tratando a todos com respeito, ética, zelo, é absolutamente injusto que alguém com esse perfil possa estar mencionado em uma situação tão difícil como essa, mas tenho certeza, com a consciência tranquila, de que a verdade vai preponderar e a verdade vai demonstrar que a retidão sempre esteve ao nosso lado, a ética sempre esteve ao nosso lado, como é o nosso perfil e como as pessoas de Blumenau sabem que eu me porto. 

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaHelicóptero Arcanjo resgata bebê de dois meses em Guabiruba https://t.co/vw3wPbYtDo #LeiaNoSantahá 21 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaVizinhos e funcionária não imaginavam que clínica de Campo Alegre era clandestina https://t.co/A1ASL1uBi6 #LeiaNoSantahá 21 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros