Temer e Trump podem ter encontro ainda neste ano, diz embaixador - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

"Relações estão muito boas"17/04/2017 | 20h51Atualizada em 17/04/2017 | 20h51

Temer e Trump podem ter encontro ainda neste ano, diz embaixador

Sérgio Amaral também avaliou que acordo de comércio entre os Estados Unidos e países asiáticos e latino-americanos será uma boa oportunidade para o Brasil intensificar a relação com essas nações

Temer e Trump podem ter encontro ainda neste ano, diz embaixador JIM WATSON / AFP/
Foto: JIM WATSON / AFP
Agência Brasil
Agência Brasil

O embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Sérgio Amaral, disse nesta segunda-feira que acredita que os presidentes do Brasil, Michel Temer, e dos Estados Unidos, Donald Trump, podem se encontrar ainda este ano.

— Nós estamos discutindo isso — disse o embaixador, e completou: — Não estamos com pressa, quem vem primeiro, quem vai depois. Haverá uma reunião neste ano, as relações estão muito boas. As conversas entre o presidente Temer e o presidente Trump foram muito positivas. 

A afirmação foi feita durante seminário sobre multilateralismo durante a era Trump na Elliott School of International Affairs, um dos principais centros de estudo de relações internacionais nos Estados Unidos.

Leia mais
Trump aconselha que líder da Coreia do Norte "se comporte bem"
É provável que alguns ministros deixem os cargos, diz Temer
Temer diz ser "constrangedor" e "desagradável" ter nome citado em delação

Transpacífico

Durante o evento, o embaixador também afirmou que o anúncio, em janeiro deste ano, da saída dos Estados Unidos da Parceria Transpacífico, acordo de comércio entre os EUA e países asiáticos e latino-americanos como Chile, México e Peru, será uma boa oportunidade para o Brasil intensificar a relação com essas nações. Segundo ele, esses países tinham expectativas com relação à aproximação com os Estados Unidos, e a intensificação de relações com o Brasil pode ser uma alternativa. 

Isso já estaria acontecendo por meio da aproximação entre o Mercosul e Aliança do Pacífico, outro grupo regional que une Chile, Colômbia, México e Peru. Sérgio Amaral disse que o distanciamento dos Estados Unidos de acordos regionais tradicionais como o Nafta, com Canadá e México, também pode trazer resultados positivos para o Brasil, já que o país poderia concluir um acordo bilateral com o México, que está em negociação desde 2002.

Leia as últimas notícias de Mundo

*Agência Brasil

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEm Blumenau, engenheiro da Netflix fala dos diferenciais do ecossistema de inovação do Vale do Silício https://t.co/Vyo6kqYjKo #LeiaNoSantahá 2 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaFundação Cultural adia edição do Fenatib para 2018 https://t.co/41vzCxfAj5 #LeiaNoSantahá 13 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros