VÍDEO: expulsão de passageiro em avião provoca indignação nos EUA - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Redes sociais11/04/2017 | 08h26Atualizada em 11/04/2017 | 08h33

VÍDEO: expulsão de passageiro em avião provoca indignação nos EUA

Policiais agarraram um homem em um assento e o arrastaram pelo chão. A companhia United Airlines alegou que havia excesso de passageiros

AFP
AFP

A companhia aérea norte-americana United Airlines se tornou alvo de fortes críticas após um passageiro ser retirado à força de um avião por excesso de passageiros (overbooking), no domingo. Vídeos postados em redes sociais e gravados por passageiros revelaram o momento em que três policiais agarram um homem em um assento e o arrastam pelo chão do corredor do avião para retirá-lo do local.

Após horas de polêmica, o diretor da United Airlines, Oscar Muñoz, declarou que se trata de "um fato que comoveu a todos aqui na United".

"Lamentamos ter colocado esses clientes" em outros voos, assinala um comunicado publicado no "site" da companhia aérea. "Estamos tentando contatar esse passageiro para conversar diretamente e resolver este problema", completou.

Leia mais
Suspeito de atentado na Suécia cometeu "um ato terrorista", afirma advogado
Explosão deixa quatro feridos na Turquia
Acampamento com 1,5 mil migrantes na França é evacuado após incêndio

Segundo a imprensa americana, as autoridades de transportes de Chicago, diretamente superiores aos policiais que executaram a ação, suspenderam um agente envolvido na remoção do homem.

A companhia explicou que pediu a voluntários cedessem seus assentos no voo da noite de domingo, entre Chicago e Louisville, devido a overbooking. Como ninguém se apresentou, a empresa escolheu um passageiro à revelia.

As companhias aéreas americanas estão autorizadas a retirar passageiros diante de "overbooking", mas em troca de uma indenização, caso não haja "voluntários" suficientes, recordou o Departamento de Transportes.

O Departamento de Aviação de Chicago declarou, na noite de segunda-feira, que o incidente "não está de acordo com nosso procedimento padrão", destacando que "as ações do oficial de segurança não têm o aval" da instituição. O agente "entrou de licença efetiva" nesta segunda-feira e o caso será objeto de uma "revisão exaustiva".

Leia as últimas notícias de Mundo

*AFP

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaFalência da Oi poderia comprometer serviços em mais de 2 mil cidades https://t.co/Rc6Vi5EJ6f #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem, mulher e criança queimados na Itoupava Central estão internados em estado grave https://t.co/A005G2i4xa #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros