Câmara dos EUA pede ao FBI que entregue documentos de conversas entre Trump e Comey - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Reação no Congresso17/05/2017 | 08h58Atualizada em 17/05/2017 | 08h58

Câmara dos EUA pede ao FBI que entregue documentos de conversas entre Trump e Comey

Memorando do ex-diretor da polícia federal americana aponta que o presidente solicitou que investigações sobre um ex-assessor da Casa Branca fossem encerradas

Câmara dos EUA pede ao FBI que entregue documentos de conversas entre Trump e Comey SAUL LOEB/AFP
Foto: SAUL LOEB / AFP
Zero Hora
Zero Hora

Após a revelação de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, teria solicitado a interrupção de investigações sobre a Rússia, o Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes exigiu que o FBI entregue "memorandos, notas, resumos e gravações" sobre as conversas do ex-diretor do órgão, James Comey, com o republicano. 

A petição assinada pelo presidente do colegiado, republicano Jason Chaffetz, afirma que os documentos do FBI poderão apontar "se o presidente tentou influenciar ou impedir" as investigações. O ofício foi encaminhado para o diretor interino da polícia federal americana, Andrew G. McCabe.

Leia mais
Trump pediu a Comey para que encerrasse investigação, diz jornal
Trump e Erdogan prometem aproximação após encontro na Casa Branca
Trump passou informação secreta para chanceler russo, revela Post

Na terça-feira (16), reportagem do The New York Times apontou que Trump solicitou a Comey para encerrar o inquérito que investiga as ligações entre o ex-assessor de segurança nacional, Michael Flynn, e autoridades russas. O jornal cita como fonte um memorando escrito pelo ex-diretor do FBI, demitido na semana passada. De acordo com o documento, o presidente norte-americano alegou que Flynn era "um bom rapaz" e não tinha feito nada de errado. 

O encontro entre Comey e Trump teria ocorrido em fevereiro, no Salão Oval. Um dia antes da reunião descrita no relatório, Flynn foi forçado a deixar o cargo na Casa Branca. O ex-assessor de Trump é investigado pela suspeita de ter recebido valores de empresas ligadas ao governo russo. 

Segundo o The New York Times, Comey compartilhou a existência do documento com alguns funcionários do FBI e pessoas próximas.

Por meio de nota, a Casa Branca negou a versão apresentada pelo memorando de Comey e afirmou que Trump nunca pediu o encerramento de investigações.

"Embora o presidente tenha repetidamente expressado a opinião de que o general Flynn é um homem decente que serviu e protegeu o nosso país, o presidente nunca pediu ao Sr. Comey ou a qualquer outra pessoa para encerrar qualquer investigação, incluindo qualquer apuração envolvendo o general Flynn", diz o comunicado.

Leia as últimas notícias de Mundo

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEntenda o caso do triplex, que levou à condenação de Lula por Sergio Moro https://t.co/BnrFc48PZC #LeiaNoSantahá 4 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaRelembre a condenação de Lula por Sergio Moro em caso do triplex do Guarujá https://t.co/0PkxU6BAwK #LeiaNoSantahá 4 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros