Comunidade internacional deve se unir contra o terrorismo, diz Putin - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Moscou09/05/2017 | 09h04Atualizada em 09/05/2017 | 09h04

Comunidade internacional deve se unir contra o terrorismo, diz Putin

Presidente russo presidiu o tradicional desfile na Praça Vermelha pela comemoração do 72º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial

Comunidade internacional deve se unir contra o terrorismo, diz Putin YURI KOCHETKOV/AFP PHOTO
Ministro da Defesa, Sergei Shoigu (à esquerda), e o presidente russo, Vladimir Putin (à direita) Foto: YURI KOCHETKOV / AFP PHOTO
AFP
AFP

O presidente russo, Vladimir Putin, pediu nesta terça-feira (9), durante a comemoração do 72º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial, para que o mundo se una no combate ao "terrorismo", e afirmou que a Rússia pode vencer qualquer agressor.

A cada 9 de maio, o país celebra o Dia da vitória, que comemora a capitulação da Alemanha nazista, em 1945.

— A situação atual nos obriga a aumentar a nossa capacidade defensiva, mas para combater de maneira eficaz o terrorismo, o extremismo, o neonazismo e outras ameaças é preciso consolidar a comunidade internacional — disse Putin, que presidiu o tradicional desfile militar na Praça Vermelha de Moscou.

Leia mais
Candidato de centro-esquerda é eleito novo presidente da Coreia do Sul
Explosão em mina de carvão deixou 43 mortos no Irã, aponta balanço
Líder palestino se diz "disposto" a reunião com primeiro-ministro israelense

A Rússia está "aberta a qualquer tipo de cooperação", insistiu Putin, e afirmou que Moscou "estará sempre do lado das forças de paz e dos que escolhem o caminho da cooperação de igual para igual".

Durante a Segunda Guerra Mundial, a então União Soviética perdeu 27 milhões de pessoas. A vitória de 1945 se converteu, desde então, em um dos mitos fundadores do patriotismo russo.

— Esta monstruosa tragédia não pode ser evitada em primeiro lugar porque a ideologia criminal de superioridade racial foi tolerada devido à desunião dos grandes países — disse Putin, lembrando que "não havia, nem há nenhuma força que possa conquistar nosso povo". — Nunca esqueceremos que a liberdade da Europa e a paz tão esperada no planeta venceram graças aos nossos pais, aos nossos avós e aos nossos tataravós.

O desfile militar do Dia da Vitória também serve para demonstrar o poderio militar russo, ao qual o governo destina grandes recursos.

Leia as últimas notícias de Mundo

*AFP

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaQuatro pessoas ficam feridas em acidente na BR-470, em Apiúna https://t.co/qRGN5w05YS #LeiaNoSantahá 22 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaArcanjo salva motorista que teve parada cardiorrespiratória em Indaial https://t.co/lZv7dGw8IW #LeiaNoSantahá 23 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros