Governo sírio rejeita supervisão da ONU durante aplicação de acordo no país - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Diplomacia08/05/2017 | 07h58

Governo sírio rejeita supervisão da ONU durante aplicação de acordo no país

Rússia, Irã e Turquia assinaram um documento, na semana passada, em que definem a criação de quatro "zonas de segurança" na Síria

AFP
AFP

O regime sírio rejeitou, nesta segunda-feira (8), que a Organização das Nações Unidas (ONU) ou as forças internacionais supervisionem a aplicação do acordo entre a Rússia, o Irã e a Turquia para criar "zonas de segurança" no país, informou o chanceler sírio.

— Não aceitamos que as Nações Unidas ou as forças internacionais tenham um papel de supervisão na aplicação do memorando — afirmou Walid Muallem em coletiva de imprensa, em Damasco.

O texto, assinado na semana passada por Rússia e Irã, aliados do regime de Bashar al-Assad, e pela Turquia, que apoia os rebeldes, prevê a criação de quatro "zonas de segurança" na Síria, com postos de controle e centros de vigilância, custodiados pelas forças dos países avalistas e provavelmente por outras partes.

Leia as últimas notícias de Mundo

*AFP

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaOito suspeitos de envolvimento no atentado em Manchester seguem presos https://t.co/ywHbRTuPlH #LeiaNoSantahá 23 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaReceita Federal apreende R$ 2 milhões em mercadorias falsificadas no Porto de Itajaí https://t.co/X7nDlkCghH #LeiaNoSantahá 23 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros