Grolli chora perda do título da Recopa pela Chapecoense - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Recopa11/05/2017 | 06h45Atualizada em 11/05/2017 | 06h45

Grolli chora perda do título da Recopa pela Chapecoense

Defensor queria o troféu para homenagear os colegas de profissão que morreram no acidente aéreo em 29 de novembro do ano passado 

Grolli chora perda do título da Recopa pela Chapecoense Luis Acosta/AFP
De joelhos, zagueiro da Chapecoense lamenta um dos gols sofridos pelo Verdão em Medellín Foto: Luis Acosta / AFP
DC Esportes
DC Esportes

Enfim a Chapecoense enfrentou o Atlético Nacional no Atanasio Girardot, e terminou sem o troféu de campeão da Recopa Sul-Americana. O time catarinense sofreu o revés pelo placar de 4 a 1 e encerrou a terceira das sete competições que terá na temporada – nem um clube brasileiro tem tantas em 2017. 

No entanto, não era um torneio qualquer. Tinha significado. A reação do zagueiro Douglas Grolli ao final do embate deixou claro.O jogador não conseguiu conter as lágrimas. Logo depois do último apito, o defensor chorou copiosamente, demonstrava um misto de tristeza e irritação. Depois, contido, desabafou: queria o troféu para poder honrar amigos que se foram em 29 de novembro do ano passado (Grolli é formado na base do Verdão).

— Sabemos tudo que o clube passou para chegar nesta final. Em um jogo deste nível não poderíamos dar bobeira como ocorreu. Doeu bastante, mas o consolo é que lutamos. Tentamos ao máximo. Vamos dar parabéns ao Nacional e olhar para as competições que temos pela frente – disse o zagueiro.

De acordo com Grolli, o maior problema foi o primeiro tempo fraco por parte da Chape. Diante das circunstâncias, ainda, o entrosamento dos atletas do rival também foi mais um fator que catalisou o revés brasileiro e catarinense na Recopa Sul-Americana.

— No primeiro tempo não jogamos e no segundo nos expomos, ficou um jogo aberto. Talvez com um pouco mais de sorte na finalização poderíamos ter equilibrado. Eles têm muito tempo junto e o nosso time foi feito as pressas. Vamos seguir em frente e sabemos que devemos melhorar — confessou o defensor.

O próximo compromisso da Chape também é importante. Às 19h de sábado, na Arena Corinthians, o Verdão encara os donos da casa na abertura da Série A do Campeonato Brasileiro. A meta do clube catarinense é a permanência na elite nacional pelo quinto ano seguido. 

Leia mais notícias:

Chapecoense perde por 4 a 1 para o Atlético Nacional e fica sem o título da Recopa

Sobreviventes da Chapecoense voltam ao local da queda para se despedir das vítimas da tragédia

Sobreviventes do acidente com o avião da Chapecoense visitam hospital em que ficaram internados

Diário de viagem: colombianos se emocionam no reencontro com os sobreviventes da Chapecoense


Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros