Quadrilha que trocou tiros com a polícia no Norte de SC foge após fazer família de refém - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

MAJOR VIEIRA14/05/2017 | 14h08Atualizada em 14/05/2017 | 14h08

Quadrilha que trocou tiros com a polícia no Norte de SC foge após fazer família de refém

Polícia suspeita que os mesmos criminosos planejavam assaltar uma agência bancária quando foram surpreendidos na madrugada de sábado

Diário Catarinense
Diário Catarinense

As buscas a uma quadrilha que trocou tiros com policiais no sábado, no Norte do Estado, tiveram sequência nas primeiras horas da manhã deste domingo, depois que uma família foi feita de refém por criminosos no interior de Major Vieira, também no Norte do Estado.

Segundo informações da Polícia Militar, um grupo de homens armados invadiu uma casa na localidade de Paiol Velho, ainda durante a noite de sábado. Os criminosos pegaram dois carros da família e fugiram na madrugada deste domingo, levando duas pessoas como reféns.

Eles seguiram até a BR-116, onde libertaram as vítimas e abandonaram um dos veículos. Conforme a PM, os criminosos continuaram a fuga em um Fiat Palio branco. Pelas circunstâncias da ação, a suspeita é de que se tratam dos mesmos criminosos que trocaram tiros com policiais na madrugada de sábado, próximo ao trevo de acesso a Canoinhas.

 Conforme o comando da PM na região, a quadrilha era monitorada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), que reúne profissionais da PM, da Polícia Civil e do Ministério Público. Conforme a polícia, os bandidos planejavam assaltar uma agência bancária de Caçador, no Meio-Oeste do Estado. 

O mesmo grupo também é apontado como responsável pelo ataque a dois bancos na cidade de Otacílio Costa, na Serra Catarinense, na madrugada da última sexta-feira — duas mulheres foram feitas de reféns na rua, enquanto bandidos com fuzis dispararam tiros e explodiram as duas agências. 

Após serem interceptados pela polícia na madrugada de sábado, os criminosos abandonaram um Citroen e uma Saveiro, dando sequência à fuga pelo mato. Havia explosivos nos dois veículos. 

Na edição deste fim de semana, o DC mostrou como criminosos fortemente armados têm aterrorizado cidades do interior do Estado em ataques a agências bancárias. A reação policial praticamente inexiste nos municípios, demora ou depende de investigações complexas. Além de Otacílio Costa, municípios como Rio dos Cedros, Fraiburgo, Pouso Redondo e Salto Veloso também foram alvos de ações recentes.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEmpresários de TI se articulam contra o fim da desoneração da folha https://t.co/TtrsxXF9yO #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCurtas: Renovar Samae, Simmmeb, inovação, Altona, Meirelles, Hemmer https://t.co/ZPaLz5L1Ew #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca