Hospital veterinário de Jaraguá do Sul faz campanha para incentivar a chipagem de cães e gatos - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Serviço19/06/2017 | 16h18Atualizada em 19/06/2017 | 16h18

Hospital veterinário de Jaraguá do Sul faz campanha para incentivar a chipagem de cães e gatos

Instituição vai realizar o procedimento, até o fim deste mês, por um preço mais acessível

A Notícia
A Notícia

Para incentivar microchipagem de cães e gatos em Jaraguá do Sul e adequação à nova legislação em vigor no município, o Hospital Veterinário Amizade deu início a uma campanha voltada à popularização do serviço. A meta é atender a 500 animais e, para isso, a instituição vai oferecer o procedimento praticamente pelo preço de custo, enfatiza a gerente Marciele Piccoli. 

Valor cobrado pelo serviço será R$ 50 Foto: Hospital Veterinário Amizade, Divulgação

Até o fim de junho, a microchipagem dos animais será realizada pelo valor de R$ 50 — em geral, ela custa até R$ 120. Feita por veterinários, se assemelha muito ao procedimento de vacinas e medicamentos injetáveis. A grande maioria dos cães e gatos não apresenta qualquer desconforto no momento da colocação. O material usado é esterilizado e encapsulado e não exige manutenção.

A microchipagem garante que os animais levem consigo informações essenciais para que os tutores sejam encontrados e acionados em casos de fugas ou abandono.

— Não há rastreamento por satélite, mas, obrigatoriamente eles serão identificados quando levados a um veterinário e este consultar o microchip. A iniciativa é um grande avanço — explica a veterinária Daniela Brecht.

O Hospital Veterinário Amizade foi inaugurado em 2015 e conta com uma equipe multidisciplinar para atender desde cães e gatos até animais exóticos. Ele é pioneiro na microrregião de Jaraguá do Sul em oferecer serviços como a vacina ProHeart e ter profissionais especializados em áreas como anestesia, dermatologia, oftalmologia e ortopedia. O hospital funciona na rua Roberto Ziemann, 2.181, no Bairro Amizade. 

Em Joinville, a lei que obriga os moradores da cidade a fazer a chipagem dos seus animais foi regulamentada em 2013. À época, ficou definido o prazo de dois anos para o registro eletrônico ser concluído. Os proprietários que não se adequassem à lei — registrar cães e gatos até o sexto mês de idade, por exemplo— poderiam receber penalidades como advertências e multas. 

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEscola de Blumenau é destaque no Caldeirão do Huck deste sábado https://t.co/xxsSjFOPnk #LeiaNoSantahá 5 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaFim de semana é de tempo instável em Blumenau https://t.co/DUJzQUPhSp #LeiaNoSantahá 7 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros