Menina tem HIV controlado após nove anos sem tratamento - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Pesquisa24/07/2017 | 08h32Atualizada em 24/07/2017 | 10h10

Menina tem HIV controlado após nove anos sem tratamento

Embora o vírus continue no organismo da criança, ele não se multiplica e não pode ser transmitido

Menina tem HIV controlado após nove anos sem tratamento divulgação/divulgação
Foto: divulgação / divulgação
AFP
AFP

Uma menina de nove anos que nasceu com o vírus HIV e recebeu tratamento apenas durante os primeiros meses de vida está em remissão da doença _ que é como se o vírus estivesse "adormecido" no organismo _,  afirmaram pesquisadores nesta segunda-feira (24). O anúncio foi feito durante a Conferência Internacional de Pesquisa sobre a aids que começou no domingo (23), em Paris.

— Este novo caso reforça nossas esperanças de que algum dia possamos evitar que crianças com HIV precisem tomar medicamentos a vida toda, fornecendo um tratamento desde cedo — disse Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas Americano e líder do estudo.

Leia mais:
OMS alerta para o aumento da resistência aos medicamentos contra vírus HIV

Conforme a publicação, a criança começou a receber o tratamento com antirretrovirais com dois meses de vida, o que impediu o desenvolvimento do vírus da aids. No fim de 10 meses, os medicamentos foram suspensos e o vírus foi reduzido a níveis indetectáveis.

Oito anos e nove meses depois, o HIV segue "adormecido" no organismo da menina, que segue sem nenhum tipo de medicamento. Os pesquisadores destacam que não se trata da cura, afinal, o vírus segue no organismo da criança. No entanto, ele está enfraquecido, o que impede sua multiplicação e transmissão a outra pessoa. Normalmente, para se obter este resultado é preciso tratamento diário. 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaSemana começa com temperaturas próximas a 0ºC em Santa Catarina https://t.co/EcgtYVrSf9 #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaFalência da Oi poderia comprometer serviços em mais de 2 mil cidades https://t.co/Rc6Vi5EJ6f #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros