Projeto para garantir cidadania a detentos começa por Itajaí - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Pioneira21/07/2017 | 22h08Atualizada em 21/07/2017 | 22h08

Projeto para garantir cidadania a detentos começa por Itajaí

Leia esta e outras notícias da coluna da jornalista Dagmara Spautz

Foto: Divulgação

Detentas do Presídio Regional de Itajaí, o popular Matadouro, são as primeiras no Estado a receberem questionário de pesquisa social que vai fazer um levantamento de documentação.

Esta semana uma equipe do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), vinculado ao Ministério da Justiça, veio a Santa Catarina para iniciar o projeto Identidade Cidadã, que amplia o acesso dos presos a documentos básicos, como certidão de nascimento, RG e CPF _ e, com isto, abrir a possibilidade de inscrição em programas de formação como o Pronatec, que podem ser uma ferramenta de ressocialização e reinserção no mercado de trabalho. 

Festa do Colono

O prefeito Volnei Morastoni (PMDB) tem honrado o compromisso de resgatar as festas históricas de Itajaí _ fez isso com a Festa da Tainha, há cerca de duas semanas, e agora com a Festa do Colono, que no ano passado foi suspensa por falta de dinheiro. O problema é pagar a conta em meio à retração econômica.

Só no show gratuito de Zezé di Camargo e Luciano, neste sábado, serão investidos mais de R$ 200 mil.

A prefeitura informou que o custo total da festa é de R$ 628 mil, dinheiro que já estava previsto no orçamento da Secretaria de Agricultura. Quanto ao show, o município teria conseguido um desconto de R$ 50 mil no cachê da dupla _ o que, no entender da administração, atende ao princípio da economicidade.Vale lembrar, no entanto, que o município tem um decreto de emergência financeira em vigor.

Transporte

A empresa interessada em assumir o transporte público de Itajaí emergencialmente vai apresentar na segunda-feira uma proposta oficial ao município. O nome da empresa, que é de Curitiba é mantido em sigilo, até que seja efetuado o negócio. Ainda há dúvidas, no entanto, sobre possíveis pendengas jurídicas que uma troca eventual de concessionária poderá causar.

O contrato da Coletivo Itajaí foi anulado pela Justiça, mas há uma determinação de que o serviço seja mantido. A dúvida é se esse serviço pode ser feito por outra empresa, que não a própria Coletivo Itajaí. Pelo sim, pelo não, a procuradoria jurídica está acompanhando o caso de perto.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEvento em prol de menino queimado pelo pai em Blumenau reúne comunidade https://t.co/k7q0a0b7fh #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaMoradores do Bom Retiro, em Blumenau, fazem protesto curioso em rua com buracos https://t.co/Gr0SfrDzOR #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca