Consumo de café reduz risco de morte, aponta estudo espanhol - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Pausa para o café29/08/2017 | 08h56Atualizada em 29/08/2017 | 08h56

Consumo de café reduz risco de morte, aponta estudo espanhol

Cardiologista sugere beber quatro xícaras por dia para manter uma vida saudável

Consumo de café reduz risco de morte, aponta estudo espanhol Valentyn Volkov/Shutterstock
Foto: Valentyn Volkov / Shutterstock

Ao acordar, depois do almoço ou na pausa do meio da tarde o café sempre é uma ótima opção. O que pesquisadores descobriram agora é que, além de saboroso, ele ainda está relacionado a um menor risco de morte.

Apresentado no European Society Cardiology Congress, um estudo observacional analisou cerca de 20 mil pessoas. A ideia era relacionar o consumo de café com o risco de morte na meia idade. Para isso, os voluntários foram observados ao longo de 10 anos.

Leia mais:
Beber café pode ajudar a viver mais. Saiba quais são os benefícios
Criança pode tomar café?
Pesquisas recentes mostram os benefícios do café para a saúde

— O café é uma das bebidas mais consumidas no mundo. Estudos anteriores sugeriam que beber café poderia estar inversamente associado à mortalidade, mas isso não foi investigado em um país mediterrâneo — disse Adela Navarro, cardiologista do hospital de Navarro, na Espanha, onde a pesquisa foi conduzida.

Durante o período, 337 participantes morreram. Enquanto isso, aqueles que consumiram, pelo menos, quatro xícaras de café por dia tiveram 64% menos risco de morte por todas as causas em relação àqueles que não bebiam café nunca ou quase nunca.

Pessoas mais velhas foram que mais se beneficiaram do consumo, conforme a pesquisadora:

— No projeto, encontramos uma associação inversa entre beber café e o risco de morte por todas as causas, particularmente em pessoas com 45 anos ou mais. Isso pode estar relacionado a uma proteção mais forte em pessoas mais velhas.

Adela conclui, portanto, que beber quatro xícaras diárias de café pode fazer parte de uma dieta saudável.

Recentemente, um estudo dirigido pela Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer (IARC) e o Imperial College de Londres, examinou mais de meio milhão de pessoas em 10 países da Europa. Aqueles que bebiam em média três xícaras de café por dia tendiam a viver mais tempo que os que não bebiam café.

— Descobrimos que um maior consumo de café estava associado com um menor risco de morte por qualquer causa e especificamente por doenças circulatórias e digestivas — disse o autor principal do estudo, Marc Gunter, da IARC.

No Estados Unidos, uma pesquisa com 180 mil pessoas também concluiu que tanto café normal quanto descafeinado reduziam o risco de morrer por doenças cardíacas, câncer, derrame cerebral, diabetes e doenças respiratórias e renais.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaJoão Rodrigues antecipa disputa no PSD, mas ainda depende do STF  https://t.co/XitI4HhB7N #LeiaNoSantahá 58 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDeap mobilizará 700 agentes em reforço das cadeias de SC no fim do ano https://t.co/91S61avJJa #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca